Presidente Dilma Rousseff não tem compromissos oficiais nos 122 anos da Proclamação da República

Segundo o Site da Presidência da República Federativa do Brasil, a Presidente Dilma Rousseff, que é a primeira mulher a comandar o Brasil, diz que hoje dia 15 de novembro, em Brasilia DF, sem compromisso oficias. 
Você sabe o que foi a proclamação da republica? Quem proclamou? Quando isso aconteceu? E o que aconteceu antes do Brasil ser república? Então nesse artigo você conhecer mais sobre a Proclamação da Republica. 
A história do Brasil já passou por diversas mudanças, desde os povos antes do "descobrimento" do Brasil até hoje. Essas mudanças são chamadas de periodização e é dividida: em Pré-Descobrimento (até 1500), Colônia (1500 a 1822), Império (1822 a 1889) e República (de 1889 aos dias atuais).
O movimento pró-república no Brasil tomava proporções irreversíveis. Cientes desse problema, os republicanos usaram a força D. Pedro II foi deposto do trono brasileiro. Deodoro recebeu o título de chefe do governo provisório. Pois D. Pedro II foi obrigado a embarcar para a Europa com a família no dia 17 de novembro de 1889. O Governo Imperial, percebendo, embora tardiamente, apresentou à Câmara dos Deputados um programa de reformas políticas, do qual constavam: liberdade de fé religiosa, liberdade de ensino e seu aperfeiçoamento, autonomia das Províncias e mandato temporário dos senadores. Entretanto, as reformas chegaram tarde demais. No dia 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca assumiu o comando das tropas revoltadas, ocupando o Quartel General do Rio de Janeiro.

A proclamação ocorreu na Praça da Aclamação (atual Praça da República), na cidade do Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil, quando um grupo de militares do exército brasileiro, liderados pelo marechal Deodoro da Fonseca, destituiu o imperador e assumiu o poder no país.

Proclamação da República, 1893, óleo sobre tela de Benedito Calixto (1853-1927). Acervo da Pinacoteca Municipal de São Paulo

Foi instituído, naquele mesmo dia 15, um governo provisório republicano. Faziam parte, desse governo, organizado na noite de 15 de novembro de 1889, o marechal Deodoro da Fonseca como presidente da república e chefe do Governo Provisório; o marechal Floriano Peixoto como vice-presidente; como ministros, Benjamin Constant Botelho de Magalhães, Quintino Bocaiuva, Rui Barbosa, Campos Sales, Aristides Lobo, Demétrio Ribeiro e o almirante Eduardo Wandenkolk, todos membros regulares da maçonaria brasileira.

Com a proclamação da república por Marechal Manuel Deodoro da Fonseca e teve início a República Velha, terminada em 1930 com a chegada de Getúlio Vargas ao poder, onde começou a República Nova. A partir daí, a história do Brasil destaca a industrialização do Brasil e a participação brasileira na Segunda Guerra Mundial ao lado dos Estados Unidos; o movimento militar de 1964, onde o general Castelo Branco assumiu a presidência.
O Regime Militar, a pretexto de combater a subversão e a corrupção, suprimiu direitos constitucionais, perseguiu e censurou os meios de comunicação, extinguiu os partidos políticos e criou o bipartidarismo. Após o fim do regime militar, liderado pelo presidente Tancredo Neves, os deputados federais e senadores se reuniram, em 1988, em assembleia nacional constituinte e promulgaram a nova Constituição, que amplia os direitos individuais. O país se redemocratiza, avança economicamente e cada vez mais se insere no cenário internacional.

Foram resultados: Extinção do Império do Brasil, banimento da família imperial brasileira e dos principais políticos favoráveis à monarquia constitucional parlamentarista e criação do Governo Provisório republicano.
Presidente Dilma Rousseff não tem compromissos oficiais nos 122 anos da Proclamação da República Presidente Dilma Rousseff não tem compromissos oficiais nos 122 anos da Proclamação da República Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 11/15/2011 08:00:00 AM Rating: 5

WRB nas redes sociais