MEC contrata para suas universidades no país 3.059 professores, sendo 450 para Paraíba.

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP) liberou ontem a contratação de 3.059 professores temporários pelo Ministério da Educação (MEC) para as universidades e institutos federais brasileiras, sendo 450 deles serão contratados na Paraíba. As universidades federais da Paraíba (UFPB) e de Campina Grande (UFCG) ainda não se sabe quando será lançado edital para processo simples seletivo. Já o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPB) está concluindo processo seletivo para 112 vagas, que aguardavam apenas a liberação do MEC para contratação.
A portaria que autoriza a contratação foi publicada ontem no Diário Oficial da União. As contratações terão duração de seis meses prorrogáveis por igual período. Do total previsto, 1,8 mil terão contratos que vão de março a agosto deste ano e o restante de abril a setembro de 2012. A carga de trabalho varia de 20 a 40 horas semanais.
Os professores vão atuar no Programa de Apoio ao Plano de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), que começou em 2008 e se encerrará neste ano. Os servidores devem ser selecionados por meio de concurso simplificado. Será responsabilidade do MEC fixar o quantitativo de docentes por instituição federal de nível superior.
O Magnifico Reitor da UFPB, Rômulo Polari, explicou que a autorização já estava prevista para conclusão do processo de expansão da universidade, que também está passando pelo processo de interiorização. De 2008 até agora, a universidade contratou 950 professores. “Agora, com esta autorização, faremos a contratação de, aproximadamente, 150 professores e 90% deles serão lotados no campus de João Pessoa. Já estávamos de pré-aviso para que, assim que saísse a autorização, fizéssemos o processo seletivo. Mas os departamentos ainda vão se pronunciar e analisar o quantitativo necessário”, explicou.
UFCG precisa contratar 180
O reitor em exercício da UFCG, Edilson Amorim, informou que vai aguardar a distribuição das vagas pelo MEC, mas adiantou que a universidade precisa de, aproximadamente, 180 professores para reestruturar o processo de implantação e criação de novos cursos. “Desde o início do processo de expansão, já contratamos cerca de 400 professores. Eesperamos, até o final desse processo, chegar a um total de 1,6 mil profissionais em nosso quadro docente”, disse.      
O reitor do IFPB, João Batista de Oliveira Silva, contou que as 112 vagas para professores efetivos que estão sendo oferecidas no último concurso ainda não serão suficientes para suprir a demanda da instituição. Segundo ele, até o final de 2012, o IFPB deverá ter contratado 250 professores efetivos. “Estaremos contratando a partir dessa autorização do MEC em torno de 40 professores temporários”, observou.    
João Batista ainda informou que, até 2013, o IFPB deverá abrir seis novos campi em todo o Estado. Ele explicou que, para cada novo campus, surgirão 110 empregos diretos, sendo 50 vagas para cargos técnico-administrativos e 60 para professores. “Serão, ao todo, 660 postos de emprego criados de forma direta”, concluiu.
Marcelo Rodrigo - Portal Correio 
MEC contrata para suas universidades no país 3.059 professores, sendo 450 para Paraíba. MEC contrata para suas universidades no país 3.059 professores, sendo 450 para Paraíba. Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 2/09/2012 04:00:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais