Agevisa alerta na hora de comprar o peixe


A Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) alerta a população para os cuidados que devem ser tomados durante a aquisição de peixes e demais produtos de maior consumo durante a Semana Santa. Sob o slogan “Consumidor de olho no peixe”, a Gerência Técnica de Inspeção e Controle chama a atenção dos consumidores para o fato de o peixe, apesar de ser uma ótima condição de alimentação saudável, ter rápida deterioração, por isso fique alerta quando escolher o peixe pra sua família consumir.
Para a Gerência de Alimentos: "Na hora da compra do peixe é preciso  observar alguns aspectos cuidadosamente, tais como: odor, corpo, olhos, pele, membrana e escamas.'' Quando fresco, o peixe cheira a maresia e apresenta um corpo firme e brilhante; quando está passando do ponto, a carne fica flácida. Para verificar se o peixe está próprio para o consumo, o consumidor deve pressioná-lo com os dedos. Se não ficarem marcas, significa que ele está fresco.
Quanto ao peixe, os olhos devem ser salientes, apresentar córnea transparente e pupila negra e brilhante. A pele deve ser brilhante, viva, homogênea e com alguns reflexos, e deve também apresentar escamas bem aderidas ao corpo. A membrana (pele interior que cobre a barriga do peixe) deve aderir completamente à carne. Se esta estiver separada da carne, significa que o peixe não está próprio para consumo. As escamas devem estar bem presas ao corpo, e as guelras devem apresentar cor rosada (quase vermelha) e sem manchas.
No caso do bacalhau, é necessário verificar a cor por toda a extensão do produto, que deve ser uniforme e sem manchas, não podendo haver manchas avermelhadas ou pintas pretas no dorso. Peixe congelado - conservação: verifique se o produto está armazenado na temperatura de conservação informada pelo fabricante na embalagem. Os produtos não podem estar amolecidos ou com acúmulo de líquidos, sinal de que passaram por um processo de descongelamento. A presença de gelo ou muita água indica que o balcão foi desligado ou teve sua temperatura diminuída temporariamente.
No Brasil é reconhecido como bacalhau todo o peixe salgado e seco. Existem no mercado nacional cinco espécies de peixe diferentes: Gadus morhua (Cod) e Gadus macrocephalus, que são reconhecidas como bacalhau legítimo, e Saithe, Ling e Zarbo.
Cuidados adicionais – Na hora de adquirir os produtos para a Semana Santa, o mais seguro é comprar o peixe inteiro. Segundo enfatizam os técnicos da Agevisa, não é aconselhável comprar peixes já cortados. Além disso, deve-se também observar se o produto está bem acondicionado, segundo as normas de saúde vigentes no País. Conforme observa a gerente de Alimentos da Agevisa, Raquel Lima, os peixes devem ser conservados em gelo picado ou balcão frigorífico, com refrigeração de no máximo 8º C. Somente o pescado seco ou enlatado pode ser mantido em temperatura ambiente.
Locais de compra – Para adquirir o pescado, os consumidores devem optar por estabelecimentos organizados e limpos; verificar a higiene dos atendentes; observar se o produto está mantido na temperatura recomendada pelo fabricante, e deixar para pegá-lo (refrigerado ou congelado) ao final das compras.
  • Consumidor observe o peixe:
Odor – Quando fresco, o peixe cheira a maresia.
Corpo – Deve ser firme e brilhante. Quando está passando do ponto, a carne fica flácida.
Olhos – Devem ser salientes, apresentar córnea transparente e pupila negra e brilhante.
Pele – Deve estar brilhante, com as escamas bem aderidas ao corpo, e apresentar cor viva, homogênea e com alguns reflexos.
Membrana – Pele interior que cobre a barriga do peixe, deve aderir completamente à carne. Se estiver separada, o peixe não está próprio para consumo.
Escamas – Devem estar presas ao corpo.
Guelras – Deve ter cor rosada (quase vermelha) e não apresentar manchas.
Bacalhau – Deve apresentar cor uniforme e sem manchas.
Os peixes devem ser conservados em gelo picado ou balcão frigorífico, com refrigeração de no máximo 8º C.
Fonte: Secom PB
Fotos: Kleide Teixeira
Agevisa alerta na hora de comprar o peixe Agevisa alerta na hora de comprar o peixe Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 4/01/2012 09:59:00 AM Rating: 5

WRB nas redes sociais