Operação ‘Voto Seguro’ da Policia Militar já mobiliza 8.500 PMs para as eleições na Paraíba

A Polícia Militar da Paraíba lançou nesta terça-feira (2), a operação ‘Voto Seguro’. Um total de 8.500 militares  irão realizar policiamento ostensivo nas eleições 2012. Todo o planejamento operacional da corporação para esse evento foi apresentado ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), desembargador Marcos Cavalcanti, e a imprensa. Em todo estado, mais de 10 mil policiais civis, militares e bombeiros militares estarão de prontidão para garantir a segurança dos eleitores.
Os órgãos de Segurança Pública colocação à disposição os Centros de Comando e Controle, através dos quais as Justiça Eleitoral e as autoridades irão monitorar qualquer irregularidade que possa prejudicar o pleito.
“Já temos condições de acompanhar em tempo real qualquer ocorrência registrada em um dos 223 municípios paraibanos e responder rapidamente com as ações necessárias”, garantiu o coordenador de Planejamento Operacional da PMPB, tenente coronel Onivan Elias. O comandante geral da PM, coronel Euller Chaves, também destacou os benefícios que esse instrumento traz para a sociedade, já que ele aperfeiçoa a utilização dos recursos disponíveis pela corporação e proporciona a ocorrência de ações preventivas.
“O sistema também subsidiará o trabalho nos Centros de Comandos e Controle, onde todas as forças da segurança pública estarão articuladas durante o pleito, para promover a paz social. Detectado o problema, a resposta virá rapidamente de uma instituição ou de todas elas, já que essa integração é fundamental”, disse ele.

  • O Presidente do TRE
O presidente do TRE, desembargador Marcos Cavalcanti, disse que “nunca houve um planejamento operacional tão detalhado para as eleições na Paraíba. É a primeira vez que vejo um projeto tão bem estruturado e é por isso que estamos registrando um período eleitoral de muita tranquilidade. Não canso de elogiar a Polícia Militar e a Civil”, afirmou.
Toda a distribuição do efetivo para as 223 cidades do Estado foi feita levando em conta a realidade constatada em cada região, por meio do sistema de planejamento operacional da PM. Nesse sentido, 20 regiões consideradas mais críticas estão recebendo atenção ‘especial’ da corporação e reforço policial de forma antecipada.
Mais de mil viaturas (entre carros e motos) foram disponibilizadas para dar suporte ao trabalho dos policiais militares durante o pleito. “Recebemos esse projeto com muita alegria e percebemos o empenho de todos os órgãos de segurança, especialmente a Polícia Militar, que designou quase todo o efetivo para coroar essa festa da democracia com bastante segurança”, avaliou o secretário Executivo da Segurança Pública, Jean Nunes.
operação voto seguro-embarque (1)

Além do monitoramento das ocorrências em tempo real, o sistema desenvolvido pela Polícia Militar proporciona todo o suporte necessário para o bom funcionamento do policiamento durante as eleições. O sistema está abastecido com informações dos 223 municípios, com dados que vão desde a quantidade de eleitores e candidatos até os serviços sociais oferecidos em cada região (hospitais, delegacias) e as autoridades presentes na localidade (promotores, juízes, delegados).
No dia do pleito, em 7 de outubro, o sistema ficará acessível a todas as forças envolvidas na segurança do processo (Polícias Civil, Federal, Rodoviária Federal, Exército e Bombeiros), por meio das três centrais de comando instaladas nas cidades polos (João Pessoa, Patos e Campina Grande).  As sedes regionais concentrarão as ocorrências das suas respectivas microrregiões e terão a presença de um representante de cada força, além do juiz e do promotor eleitoral.
Cartilha de procedimentos – Para as eleições deste ano, a Polícia Militar também elaborou uma cartilha de procedimentos com 23 situações hipotéticas que o policial poderá encontrar durante o pleito. O material, que foi desenvolvido após um estudo de caso das ocorrências registradas em eleições anteriores, proporcionará unicidade ao trabalho da PM. A cartilha está disponível no site da instituição (www.pm.pb.gov.br) e também terá aproximadamente três mil cópias impressas distribuídas entre o efetivo.
operação voto seguro-embarque (2)Segurança das urnas e distribuição do efetivo – Em cada um dos 1.733 locais de votação que receberão as urnas eletrônicas, pelos menos dois policiais militares farão a guarda. Nesta terça-feira, 10% do efetivo total que será empregado na operação ‘Voto Seguro’ já embarcou para três cidades do interior (Sousa, Pombal e Marizópolis). Amanhã, mais 80% do efetivo  será deslocado, de modo que na quinta-feira (4) todos os policiais militares já estarão distribuídos para reforçar o policiamento em toda a Paraíba.
Mais 200 homens, entre policiais e bombeiros militares, saíram de João Pessoa nesta sexta-feira (5) para reforçar o policiamento do primeiro turno das eleições (no próximo domingo). O efetivo foi enviado para 25 cidades do Litoral Sul e Norte, além de Cajazeiras – no Sertão do Estado.
Os militares embarcaram em seis ônibus, que partiram do Centro de Educação da PM, no bairro de Mangabeira. Desde a última terça-feira (2), quando foi iniciada a operação ‘Voto Seguro’, aproximadamente 1.300 homens deixaram a capital, gradativamente, para garantir a tranquilidade do pleito em toda Paraíba.
Também houve remanejamento de efetivo entre os batalhões do interior, de modo a permitir o correto emprego do efetivo em cada cidade, levando em conta o número de eleitores e dos locais de votação. A operação ‘Voto Seguro’ mobiliza mais de 8.500 militares e conta com um sistema de acompanhamento das ocorrências em tempo real.
Conforme o coordenador de Planejamento Operacional da PM, tenente coronel Onivan Elias, todo o efetivo já está devidamente distribuído nas 223 cidades do Estado.  Pelo menos dois policiais farão a guarda das urnas nos 1.733 locais de votação. Ele destacou que os militares estão devidamente preparados para atender as ocorrências eleitorais. Eles receberam as orientações dos oficiais superiores e através de uma Cartilha de Procedimentos Operacionais, lançada pioneiramente pela Polícia Militar da Paraíba.
  • Polícia Civil nas Eleições
As cidades do interior paraibano receberão um reforço no contingente da Policia Civil durante as Eleições 2012. No domingo (7) um total de 1.300 agentes, escrivães e delegados  estarão de plantão durante o primeiro turno do pleito na Paraíba.  Os policiais de apoio foram organizados em 45 equipes com um delegado, um escrivão e dois agentes, que estarão distribuídos nas dez regionais de Polícia Civil (PC). Esses profissionais irão apoiar as equipes locais, garantindo a tranquilidade dos eleitores e inibindo os crimes eleitorais.
“Fizemos um estudo e reforçamos o policiamento nos municípios de maneira que as principais comarcas eleitorais do Estado tenham equipes para o registro dos crimes, garantindo que o pleito decorra de forma tranquila”, explica o assessor de Ações Estratégicas da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds), Isaías Gualberto. A 3ª Regional de Polícia Civil, por exemplo, com sede em Guarabira, terá o reforço de 12 equipes distribuídas em 13 municípios.
operação voto seguro-embarque (3)O registro dos crimes eleitorais é de responsabilidade da Polícia Federal (PF) em João Pessoa, Campina Grande e Patos onde a instituição tem sede e fica a cargo da PC nas demais cidades paraibanas. “Contudo, por meio de um acordo, ficou decidido que o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) dos crimes de menor potencial ofensivo, a exemplo da ‘boca de urna’, serão lavrados pela Polícia Civil na Capital”, conta Gualberto.
Os Centros de Comando e Controle são uma iniciativa da Secretaria da Segurança, aprovada pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), e têm como principal objetivo possibilitar a repressão imediata a crimes eleitorais ou de outra natureza. Para isso, representantes da Justiça Eleitoral, Polícias Civil, Militar, Federal, Rodoviária Federal e Corpo de Bombeiros Militares estarão reunidos em salas instaladas em João Pessoa, Campina Grande e Patos.
“A Seds, mais uma vez, investe na integração, reunindo, em conjunto com a Justiça Eleitoral, todos os que atuam diretamente na segurança das eleições, de maneira a centralizar as informações e garantir à população respostas em tempo real a qualquer ocorrência registrada no primeiro e segundo turno das Eleições 2012”, comentou o secretário da Segurança, Cláudio Lima. Durante o horário de votação, o secretário irá percorrer pessoalmente alguns dos principais colégios eleitorais do estado para averiguar a tranquilidade do pleito.
  • Crimes Eleitorais
São considerados crimes eleitorais o transporte não autorizado ou irregular de eleitores e donativos; manifestação ou aglomeração em favor de candidato em locais impróprios; venda de bebida alcoólica durante o período da “Lei Seca”; boca de urna e perturbação da ordem pública (desordens), entre outros.
Fonte: Secom PB
Operação ‘Voto Seguro’ da Policia Militar já mobiliza 8.500 PMs para as eleições na Paraíba Operação ‘Voto Seguro’ da Policia Militar já mobiliza 8.500 PMs para as eleições na Paraíba Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 10/05/2012 06:25:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais