Polícia Militar PB comemora 181 anos com concerto no Espaço Cultural


A Polícia Militar da Paraíba (PMPB) comemora, nesta terça-feira (19), 181 anos de fundação com um concerto coordenado pela Banda de Música da corporação. O evento acontece a partir das 17h, na Praça do Povo do Espaço Cultural José Lins do Rego, na capital. “A Banda de Música alimenta a cultura e é um elemento de proximidade com os cidadãos. Traremos para esse evento convidados de onde temos UPSs para garantir mais proximidade e confiança entre a polícia e a sociedade”, destacou o comandante geral da PM, coronel Euller Chaves.
A escolha de um concerto para lembrar os 181 anos da Polícia Militar da Paraíba, e não a tradicional formatura da tropa que acontece em muitas das celebrações, também permite que quase todo o efetivo continue nas ruas, fazendo o trabalho de patrulhamento e segurança.
“É um momento de expectativa e de motivação para os 67 integrantes da Banda de Música da Polícia Militar”, comentou o regente titular do grupo, capitão José Edson Alves. Segundo ele, a Banda trará um repertório variado, porém focado na música brasileira e regional. Nomes como Luiz Gonzaga, Sivuca e Zé Ramalho serão lembrados durante o concerto.
  • Homenagens
Durante as celebrações do aniversário da PM, nove pessoas (oito civis e um militar) serão condecoradas com a Láurea do Mérito Padre Galdino da Costa Villar – concedida àqueles que tenham contribuído para o crescimento, enaltecimento e fortalecimento da Segurança Pública do Estado e, em especial, a PM.
  • História da PMPB
Segundo uma síntese com base no texto do Ex-Comandante Geral da PM da Paraíba, Coronel PM João Batista de Lima, conta que foi criada ainda no tempo do Império, a Polícia Militar é, atualmente, o mais antigo órgão público em atividade no Estado da Paraíba. Para que se possa avaliar a importância dessa instituição no contexto histórico estadual e nacional, vamos apresentar uma síntese.
1.1. A Guarda Municipal Permanente no Brasil
Durante o Governo de D. Pedro I, os Presidentes das Províncias não dispunham de um organismo capaz de auxiliá-los na manutenção da ordem pública. As organizações militares existentes nas Províncias, em caráter permanente, eram as Tropas de Linhas, subordinadas diretamente ao Ministro da Guerra.
 Em 1830, em consequência da abdicação de D. Pedro I e da menoridade de D. Pedro II, o Império passou a ser dirigido por Regentes, que, na concepção popular, não gozavam de legitimidade para governar.
A proposta de Feijó foi acolhida, e no dia 10 de outubro de 1831, através de Decreto Regencial, foi criado o Corpo de Guardas Municipais Permanentes do Rio de Janeiro. No mesmo documento, os respectivos Presidentes das demais Províncias foram autorizados a também criarem suas Guardas.
1.2. A Guarda Municipal Permanente da Paraíba
A Paraíba não teve condições ou interesse de criar sua Guarda de imediato. No ano seguinte, assumiu a Presidência da Paraíba o Padre Galdino da Costa Vilar, que sentindo a premente necessidade de manutenção da ordem pública, de imediato tratou de criar um órgão com esse fim. Como nessa época as Províncias não tinham autonomia, por não ter em Assembleia Legislativa, a criação da Guarda Municipal foi discutida no Conselho Provincial, que tinha suas decisões formalizadas através da Consignação de Resoluções nos livros de atas.
 Dessa forma, o Corpo de Guardas Municipais Permanentes da Paraíba foi criada no dia 3 de fevereiro de 1832. Sob o Comando de Francisco Xavier de Albuquerque, que foi nomeado Capitão pelo Presidente da Província, e com um efetivo de 50 homens, sendo 15 a Cavalo e 35 a pé, a nova organização foi efetivamente posta em funcionamento no dia 23 outubro de 1832.
 O primeiro Quartel ocupado foi o prédio onde antes funcionava um convento e hoje está instalado o Palácio do Arcebispado, na Praça Dom Adauto, no centro da capital paraibana. Suas primeiras missões foram a Guarda da Cadeia e a execução de Rondas no centro da cidade.
1.3. A Polícia Militar
Briosa PMPB de Campina - Foto cedida: cgretalhos.blogspot.com
Em 1834, com o advento de uma emenda à Constituição do Império, as Províncias ganharam autonomia, sendo criado o poder Legislativo Provincial. Na primeira reunião da Assembléia Legislativa da Província da Cel PM Elísio Sobreira, patrono da PMPB Paraíba, no dia 2 de junho de 1835, através da Lei nº 09, o Corpo de Guardas Municipais Permanentes recebeu a denominação de Força Policial.
Essa mesma lei ampliava o efetivo da Corporação e destinava fração de tropa para compor os primeiros Destacamentos do interior da Província, que foram Areia e Pombal. Assim denominada, a Corporação permaneceu até 1892, quando passou a denominar-se de Corpo Policial.
Ao longo da sua história a Corporação foi denominada ainda de Corpo de Segurança, Batalhão de Segurança, Batalhão Policial, Regimento Policial, Força Policial, por três vezes, e Força Pública duas vezes. Finalmente, em 1947, por força de dispositivo Constitucional, a Corporação recebeu a denominação de Polícia Militar da Paraíba. 
Fontes: Secom PB e Google
Fotos: Wernek Moreno

Polícia Militar PB comemora 181 anos com concerto no Espaço Cultural Polícia Militar PB comemora 181 anos com concerto no Espaço Cultural Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 2/19/2013 09:54:00 AM Rating: 5

WRB nas redes sociais