Pesquisa mostra que a maioria dos brasileiros acham fácil desobedecer lei

Cerca de 82% dos brasileiros reconhecem ser fácil desobedecer as leis no país. Segundo pesquisa da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV), onde mostra que o Índice de Percepção do Cumprimento da Lei, divulgado hoje (23), resultou em uma nota média de 7,3 em uma escala de 0 a 10, sendo que 10 significa total comprometimento com respeito e o cumprimento das leis. "Esses dados parecem indicar que a obediência às leis no Brasil ainda exige uma justificativa", disse a coordenadora da pesquisa, a professora Luciana Gross Cunha.
Segundo a pesquisa, verifica-se que quanto maior a renda do entrevistado, menor é o cumprimento. Os entrevistados que recebem até dois salários mínimos apresentaram resultado mais elevado (7,6), do que os que recebem mais de 12 salários mínimos, com 7,2. Quanto à escolaridade, os entrevistados com menos anos de estudo apresentaram o maior índice (7,5), em contraste com os entrevistados com mais anos de estudo (7,0 e 7,1).
Em relação ao respeito às autoridades, 81% dos entrevistados acham que as pessoas têm de pagar uma quantia a alguém, mesmo que discorde da decisão, se a ordem partir de um juiz. O percentual cai para 43% se a ordem partir de um policial.
A FGV apurou também a expectativa de punição diante de algumas situações. Para 80% dos entrevistados, levar itens baratos de uma loja sem pagar, “muito provavelmente” acarretará em punição; 79% consideraram que, se dirigirem após consumir bebida alcoólica, serão punidos; 78% afirmaram ser possível sofrer uma punição se estacionarem em local proibido. No entanto, 54% dos entrevistados responderam que é “provável ou muito provável” que a compra de um CD ou DVD pirata resultará em punição.
"Tais resultados revelam que há poucos incentivos para cumprir a regra de comprar apenas produtos originais", avaliou Luciana.
Em 90% das respostas, a situação com maior reprovação social é a de levar itens baratos de uma loja sem pagar, seguida por dirigir depois de consumir bebida alcoólica (88%) e dar dinheiro a um policial ou outro funcionário para não ser multado (87%). Já a situação com menor reprovação social é a compra de produtos piratas (64%).
Quase a totalidade dos entrevistados (99%) consideraram “erradas ou muito erradas” as condutas de dirigir alcoolizado, jogar lixo em local proibido, levar produtos sem pagar e estacionar em local proibido. Já comprar CD ou DVD pirata foi considerada errada ou muito errada por 91% dos entrevistados. Atravessar a rua fora da faixa de pedestre foi apontada como conduta errada ou muito errada por 94% das pessoas. O levantamento, feito no quarto trimestre de 2012 e no primeiro trimestre de 2013, ocorreu em sete estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Bahia, Pernambuco e Amazonas) e no Distrito Federal.

Opinião da Insegurança

"Desde dos anos 2.000, a cada ano vem aumentando a preocupação na área de segurança não apenas por parte de órgãos e instituições especializada nisso ou de competência mas, da própria população que embora de forma diferente mas estão sentindo de forma física ou psicológica o medo e a insegurança de poder se locomover nas ruas de automóvel ou de qualquer outro meio de transporte ."  Acrescentou "Sabemos que dentro das condições existentes os órgãos dos poderes Executivos, Judiciários, e as polícias federal, civil e militar estão fazendo a parte  delas o que falta um pouco de mais esforço e força de vontade da parte dos poderes legislativos que vão das Câmaras de Vereadores, Congresso Nacional e Senado Federal, criar novas leis pra tampar as brechas das impunidades."
"A população brasileira é sabedora que os senhores parlamentares são suficientemente inteligentes para saber dos problemas que vive o país em questão de segurança mas vou relembrar alguns: a superlotação em presídios abrigando o total de 560 mil detentos em todo país e quantos infratores das leis estão soltos !!! Nesse caso precisa no minimo o dobro das construções dos presídios já existentes e alguns de segurança máxima, e que eles continuem sendo separados em pavilhões de acordo com o grau de periculosidade de determinados grupos."  Por outro lado intermediar junto a outra esfera do poder público uma melhor remuneração aos policias federais, civis e militares e funcionários ligados às áreas de segurança, e como também a igualdade do piso salarial entre os estados, de acordo com cada patente diferenciada de forma escalonada."  
Apesar de ter conhecimento de que terça-feira (23), durante o Seminário “Uma Nova Segurança Pública para o Brasil”, o deputado federal Mendonça Prado (Democratas/SE) solicitou o apoio de diversos líderes partidários para assinar um requerimento visando à inclusão na pauta da Proposta de Emenda à Constituição n º 446/2009, que institui o piso salarial para os servidores policiais, parabenizo mas, o que falo é que apesar de merecidamente um ou dois estados que deveriam ser todos a receberem razoável, o soldo de um soldado em inicio de carreira receber quase o dobro dos policiais militares do Estado do Rio de Janeiro, que é um dos estados de mais risco no país, como também São Paulo."
Fonte: Agência Brasil (SP)
Pesquisa mostra que a maioria dos brasileiros acham fácil desobedecer lei Pesquisa mostra que a maioria dos brasileiros acham fácil desobedecer lei Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 4/25/2013 02:21:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais