Passagem do cometa Ison vai cobrir Terra de poeira em 2014


A primeira jornada do cometa Ison pelo Sistema Solar pode formar uma chuva de meteoros com pequenas partículas e bem diferente na sua passagem próxima a Terra. Considerado o cometa do século 21, uma sonda da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) detectou que o Ison, que é maior do que a Austrália, está arremessando cerca de 50,8 mil quilos de poeira por minuto no espaço.
Paul Wiegert, pesquisador da Universidade de Western Ontario, no Canadá, criou um modelo computacional para definir a trajetória do cometa e calculou que essa poeira fina vai atingir a Terra em janeiro do ano que vem.
"Durante vários dias, em especial em 12 de janeiro de 2014, a Terra passará por um fluxo de poeira muito fina produzida pelo cometa Ison em seu caminho para o Sol. E essa chuva de meteoros pode ter propriedades interessantes", avisa o pesquisador de meteoros.
A fina chuva de meteoros vai atingir várias partes do globo terrestre no mesmo instante, prevê modelo de Wiegert, já que sofrerá influência do Sol e da Terra.  Como as partículas liberadas pelo cometa são muito pequenas, com diâmetros menores do que um glóbulo vermelho de sangue humano, elas serão empurradas pela pressão dos raios de Sol ao mesmo tempo que serão capturadas pela gravidade terrestre.

C/2012 S1 (ISON)

Segundo fontes da Wikipédia a enciclopedia livre afirma que Cometa Ison rasante descoberto em 21 de setembro de 2012 por Vitali Nevski de Vitebsk, Bielorrússia e Artyom Novichonok de Kondopoga, Rússia. A descoberta foi realizada utilizando um telescópio refletor de 400 mm de abertura do observatório da ISON nos arredores de Kislovodsk na Rússia . Foram rapidamente obtidas imagens para precovery do Mount Lemmon Survey do dia 28 de dezembro de 2011 e do Pan-STARRS do dia 28 de janeiro de 2012 Observações subsequentes foram realizadas no dia 22 de setembro por uma equipe do observatório Remanzacco da Itália usando a rede de telescópios iTelescope . A descoberta foi anunciada pelo Minor Planet Center no dia 24 de setembro .

Brilho do Ison

No momento de sua descoberta a magnitude aparente era 18,8, escuro demais para ser visto a olho nu mas com brilho suficiente para ser fotografado por amadores com grandes telescópios. O brilho aumentará gradualmente a medida que se aproximar do Sol. Por volta de agosto de 2013 deve estar visível para pequenos telescópios e binóculos, tornando-se visível a olho nu no final de outubro ou no início de novembro e permanecendo assim até o meio de janeiro de 2014. Quando o cometa atingir o periélio no dia 28 de novembro ele estará a menos de 1° do Sol, tornando sua observação difícil dado o brilho do Sol .

Opinião do Blog

Como já foi anunciado por instituição de capacidade como a NASA (Agência Espacial Norte-Americana), há de se acreditar e porque não "se preparar", especialmente as pessoas que por ventura possuem qualquer  das patologias ou infecções nas vias respiratórias "é bom que se previna comprando mascaras profissionais anti-gás e quem não sofre basta as de filtragem do ar, mas aqueles que por ventura não irão irão usar, antes do meio do ano de 2014, os orgãos competentes poderão analisar as três situações. Mas queira Deus que isso não aconteça e fique só no alerta.
Fonte: UOL Noticias / Wikipédia
Passagem do cometa Ison vai cobrir Terra de poeira em 2014 Passagem do cometa Ison vai cobrir Terra de poeira em 2014 Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 5/12/2013 07:01:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais