Salão de Artesanato da Paraíba reúne 700 expositores em Campina Grande


O 18º Salão do Artesanato da Paraíba começa no dia 7 de junho, no bairro do Catolé, local da antiga Candesa, em Campina Grande. O evento fica aberto aos turistas até 30 de junho e deve reunir um grande público que visita a cidade no mês do Maior São João do Mundo.
Com o tema “A Arte no Couro” para homenagear os seleiros de todo o Estado, a proposta do Salão do Artesanato da Paraíba, que já entrou para o calendário turístico da Rainha da Borborema, é criar oportunidade de negócios e promover a história, tradição e a cultura paraibana. No local, cerca de 700 expositores, representantes de 4.250 associações de 128 municípios paraibanos, irão mostrar sua arte aos visitantes de vários estados do Brasil e do mundo.
Além do artesanato, o visitante poderá conferir uma diversidade em produtos de couro, desde peças artesanais com tons rústicos feitos em couro de boi até verdadeiras obras primas de designers de jóias em couro de bode. O visitante ainda poderá degustar comidas típicas no espaço gastronômico e assistir diversas manifestações populares através de apresentações culturais.
artesanato artesao edmar araujo vascocelos foto walter rafael (1)Para o artesão Edmar Araújo, de 42 anos, o ofício veio após adquirir uma paraplegia há 16 anos, quando ainda morava em Campina Grande. “Tive que me aposentar por invalidez e, para não ficar parado, aprendi o ofício de artesão na ousadia, olhando os amigos fazendo pulseiras. Hoje, após participar de vários cursos para me aperfeiçoar, faço minhas próprias bolsas, chaveiros, carteiras, portas jóias e muitas outras peças. Estou em uma maratona produzindo diariamente. Quando minha esposa chega do trabalho, ainda me ajuda, pois este ano somos a vitrine do salão”, destacou o artesão, que mora no bairro Colinas do Sul, em João Pessoa, mas ficará todo o mês de junho em Campina Grande, onde deverá montar um pequeno ateliê para atender a demanda.
Os artesãos vão apresentar diversas tipologias em trabalhos produzidos em peças de fios, madeira, algodão colorido, fibra, cerâmica, couro, tecelagem, brinquedo, pedra, metal, osso, artesanato indígena, cordel, xilogravura e habilidades manuais. Toda a ambientação do Salão foi planejada dentro do tema escolhido e as peças produzidas estarão expostas no projeto arquitetônico de Gustavo Vaz e Carolina Gomes.
O Salão do Artesanato da Paraíba é uma feira genuinamente paraibana que acontece há nove anos no Estado e tem se tornado referência nacional no segmento. Por estes motivos, a artesã Beth Paz, que aprendeu a habilidade manual com a mãe e a avó, tem se dedicado à produção de jóias em couro. “Este ano será a primeira vez que participo do Salão em Campina Grande, onde pretendo apresentar nas peças todas as técnicas que aprendi no curso com Roseana Meira. Certamente irei ganhar maior visibilidade do meu artesanato, onde misturo inspirações indígenas com formas geométricas, o que proporciona simultaneamente um aspecto de contemporaneidade e rusticidade que identificam o meu estilo”, enfatizou a artesã, que já participou de vários catálogos de moda com suas peças, tendo como modelos a cantora Elba Ramalho e a atriz Mayana Neiva.
A artesã, que só está no ramo há apenas seis anos, descobriu o ofício ainda na universidade, no curso de produção de moda, onde encontrou no couro sua principal matéria-prima. “O couro de bode de Cabaceiras tem sua facilidade de manuseio e a cor nude combina com tudo. Percebi isto no último salão que participei, pois ninguém tinha um trabalho semelhante ao meu. O que eu espero não é apenas vendas, mas os contatos para o pós-venda”, destacou a artesã, que trabalha no seu ateliê em casa, no bairro Jardim Planalto, onde confecciona bolsas, bijuterias, acessórios e, mais recentemente, máscaras e telas em couro.
Todos os anos, o programa realiza duas edições do Salão do Artesanato da Paraíba nas cidades de João Pessoa, no mês de janeiro, e em Campina Grande, em junho. Atualmente, o Programa de Artesanato da Paraíba possui 6 mil pessoas cadastradas habilitadas com a carteira do artesão. O Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), que está vinculado à Secretaria de Estado do Turismo e do Desenvolvimento Econômico (Setde), é coordenado pela primeira-dama do Estado, Pâmela Bório.
Serviço – O Salão do Artesanato da Paraíba fica aberto até o dia 30 de junho e vai funcionar diariamente das 15h às 22h, na Av. Prefeito Severino Bezerra Cabral, bairro do Catolé, na antiga Candesa. A entrada é gratuita. O evento tem como parceiros o Sebrae-PB, Prefeitura Municipal de Campina Grande e a Água Mineral Platina.
Fonte: Secom PB / Reportagem: Heloísa Amorim / Fotos: Walter Rafael 
Salão de Artesanato da Paraíba reúne 700 expositores em Campina Grande Salão de Artesanato da Paraíba reúne 700 expositores em Campina Grande Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 5/23/2013 03:23:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais