Paraíba terá banco de dados genético no combater tráfico de crianças

Foi realizado na manhã desta sexta-feira (12), uma solenidade no auditório do Ministério Público, no Centro de João Pessoa, marcou a parceria oficial entre a Universidade de Granada, na Espanha, e o Governo da Paraíba. Na ocasião, foi assinado um Termo de Cooperação para colocar em prática o projeto DNA- ProKids no Instituto de Polícia Científica do Estado – IPC.
O DNA Prokids irá servir como forma de prevenção e combate do tráfico de crianças e adolescentes por meio da identificação genética das vítimas e seus familiares, dificultando o tráfico de seres humanos, incluindo as adoções ilegais, e obtendo informações sobre as origens, rotas e meios de cometimento do crime, para ajudar no trabalho da Polícia e da Justiça.
O projeto foi criado desde 2004 na Espanha. Em 2010 a iniciativa já havia se estendido a 15 países, como Estados Unidos, México, China, Guatemala, Filipinas, entre outros. O Brasil, por meio do trabalho que será desenvolvido na Paraíba, será o 17º país a receber o DNA-Prokids.
Para o diretor do IPC na Paraíba, Humberto Pontes, o DNA Prokids desenvolverá tecnologia genética necessária para ajudar no combate ao crime de tráfico de crianças e adolescentes no país, buscando informações importantes para o perfeito desenvolvimento das investigações. “É um avanço para o trabalho do perito. Ter informações como estas à mão servem para o desenvolvimento de um trabalho policial e investigativo correto e eficiente”, disse.
Para a coordenadora do projeto no Estado, Silvana Magna, as ações desenvolvidas serão feitas em conjunto entre Polícia e Justiça e servirá nas investigações e elucidação de muitos casos criminosos, criando um banco de dados eficiente e importantíssimo para o enfrentamento do tráfico humano no país inteiro.
Vale ressaltar que o investimento do Estado da Paraíba para implantação do DNA-Prokids será o recurso humano (peritos oficiais) e o Laboratório de DNA Forense do IPC, ficando sob a responsabilidade do Projeto DNA-Prokids todos os kits de coletas e reagentes.
Estiveram presentes na assinatura do Termo de Cooperação o vice-governador da Paraíba, Rômulo Gouveia, o secretário executivo da Secretaria de Segurança e Defesa Social, Jean Francisco, o diretor do IPC-PB, Humberto Pontes, e o professor doutor Juan Carlos Álvarez Merino, que também é diretor adjunto do Laboratório de Identificação Genética da Universidade de Granada.
Paraíba terá banco de dados genético no combater tráfico de crianças Paraíba terá banco de dados genético no combater tráfico de crianças Reviewed by Natan C. Bezerra on 7/12/2013 08:09:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais