Artesanato da Paraíba vai ser exposto na sede da ONU, em Nova Iorque

A artesã Maria das Dores Ramos Silva vai representar a Paraíba na exposição “Mulher Artesã Brasileira”, que acontece no próximo dia 9 de setembro, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque. Dorinha integra a comitiva formada por 15 artesãs de 12 estados do país que vão expor os trabalhos durante a Assembleia Geral da Organização.
O objetivo da mostra é promover o artesanato brasileiro no exterior. Entre as criações estão rendas, bordados, bonecas, panelas de barro, acessórios feitos com lã de ovelha e crina de cavalo, além de peças indígenas. De acordo com a organização, mais de 10 mil pessoas devem visitar o evento, que acontece no período da Assembleia Geral da ONU, com a participação de chefes de estados e delegações, além de celebridades e personalidades de todo o mundo.
É a primeira vez que a artesã vai sair do país. “Estou feliz por mim e por minhas amigas que trabalham comigo, e espero representar bem nosso trabalho, a Paraíba e o Brasil”, comemorou a rendeira, que também coordena o Ateliê Renascença de São Sebastião de Umbuzeiro. Natural de Boqueirão e no ofício há mais de 40 anos, Dorinha já morou em Brasília, onde vendia peças de enxoval para moradoras do Plano Piloto. De volta à Paraíba, entrou no Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), onde ganhou visibilidade e mais oportunidades de trabalho.
A coordenadora do PAP, a primeira-dama do Estado da Paraíba, Pâmela Bório, destacou a importância do evento. “Marca a história do artesanato da Paraíba e do próprio Estado. Na exposição da ONU, está não só a artesã Dorinha Ramos, mas a mulher paraibana trabalhadora e o talento do nosso Estado”, observou.
Segundo a gestora do PAP, Ladjane Barbosa, a participação no evento é o reconhecimento do artesanato paraibano. “A Paraíba se destaca na tipologia renda. Essa exposição é o reconhecimento do trabalho das nossas artesãs. Vai gerar novos contatos, mais vendas. Estamos agendando encontros para mostrar nossos produtos e esperamos fechar contratos para futuras exportações”, comentou Ladjane.
A exposição “Mulher Artesã Brasileira” inclui, além da mostra de trabalhos das artesãs e fotografias, um documentário, uma conferência e a publicação de um livro. A seleção das participantes começou no final do ano passado e terminou em fevereiro deste ano. Os critérios foram inovação; perfil empreendedor; impacto social; criatividade e fibra ética.
Fonte: Secom PB / Fotos: Roberto Guedes e Alberi Pontes 
Artesanato da Paraíba vai ser exposto na sede da ONU, em Nova Iorque Artesanato da Paraíba vai ser exposto na sede da ONU, em Nova Iorque Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 9/02/2013 06:17:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais