Reeducando do regime semiaberto lança CD evangélico em João Pessoa

Letras que falam de esperança, vitória, amor e fé. Em uma coletânea de doze músicas autorais, o reeducando do regime semiaberto do Presídio Regional da Comarca de Sapé, Hélio Dantas, com o apoio do Governo do Estado da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), lançou seu primeiro CD na tarde desta sexta-feira (18), no auditório Advogado João Santa Cruz, na sede da Ordem dos Advogados da Paraíba (OAB), Centro de João Pessoa.
Francisco Hélio Dantas é natural de João Pessoa, mas cumpre pena há mais de dois anos no Presídio de Sapé, por crime hediondo. Na música desde os 13 anos, o reeducando encontrou na reclusão uma oportunidade de se ressocializar compondo todas as suas letras e melodias privado de liberdade.
A música evangélica nos dá esperança, é sadia e consegue resgatar outras pessoas das drogas e prostituição. Recebi o apoio da minha família e do sistema prisional que acredita nos apenados. Já no regime semiaberto tive a honra de fazer apresentações no Rio Grande do Norte, em Sobrado e em alguns bairros da Capital. Agora sou motivo de orgulho e exemplo para meus amigos que estão no regime fechado. Eu só queria mostrar a todos o que Deus fez na minha vida que hoje passei a valorizar”, disse emocionado o reeducando fazendo planos para o próximo álbum.
O álbum intitulado “Amor Verdadeiro” traz as participações especiais do pastor Pedro Rosa e da sua filha, Hália Dantas, a qual compôs a música “Pai”, que fala do amor fraternal entre pais e filhos. O CD está sendo comercializado ao valor de R$ 5 em estabelecimentos no município de Sapé.
O diretor da unidade prisional de Sapé, Antônio Galdino Silva Neto, disse que momentos únicos como este são possíveis devido o apoio do Governo do Estado e da Seap. “Estou feliz por viver este momento histórico e só ouvir notícias boas do sistema penitenciário da Paraíba. Não é só fortalecer a segurança, vigilâncias e incursões nos presídios, mas oportunizar, por meio da educação, cultura, cursos profissionalizantes e até mesmo o artesanato chances de reais mudanças para a vida em sociedade”, avaliou.
O grupo “Pagodão Ressocializando”, formado por 15 reeducandos do regime fechado do Presídio de Sapé, também fez apresentações com cavaquinho, pandeiro, reco-reco e atabaque cantando músicas evangélicas, algumas composições próprias e outras canções de grupos de pagode nacional.
O reeducando e integrante do grupo de pagode, Wagner Silva, pediu a palavra para agradecer as oportunidades que tem encontrado dentro do Presídio de Sapé: “Aqui pude me ressocializar e me profissionalizar através de vários cursos que nos são oferecidos aqui dentro. Só assim poderemos sair daqui homens de bem para a vida e para sermos recebidos de volta à família”.
A gerente de Ressocialização da Seap, Ziza Maia, também esteve presente para prestigiar as apresentações. “Este é um momento que demonstra o quanto nosso trabalho tem surtido efeito positivo, apesar de ainda muita gente não acreditar. Parabenizo cada reeducando por querer se ressocializar e a direção do presídio por essa oportunidade concedida, pois o próprio Silva Neto é o maior exemplo, como ex-reeducando, de que quando se quer é possível ser diferente. É preciso que cada um escreva uma nova história sem esquecer dos erros para que eles não sejam cometidos mais”, reforçou Ziza.
Ainda estiveram presentes vários representantes da União Internacional de Pastores e Capelães Voluntários na Paraíba (Unipas-PB), representada por diversos capelães e pelo pastor Kepler Arruda. “Por sermos servos de Cristo acreditamos na ressocialização do indivíduo viável à volta da vida em sociedade. O comportamento pode ser mudado, o caráter, a vida, a história a qualquer momento desde que ele queira. Com esse objetivo tentamos levar o indivíduo ao encontro com Deus trabalhando razão e espiritualidade para que a plenitude do cidadão seja renovada. Por isso, estamos também firmando um convênio com a Seap para atuarmos ainda mais, levando a palavra de Deus para os reeducandos e, também, suas famílias”, afirmou o pastor.
Também participaram do lançamento do CD o coordenador do Programa Cidadania e Liberdade da Seap, Marconi Amorim; representando o governador Ricardo Coutinho, sua irmã Sandra Coutinho, considerada madrinha do Presídio Regional de Sapé, e o representante da Defensoria Pública da União, o defensor Rodolfo Vieira.
Fonte: Secom PB / Repórter: Heloísa Amorim
Foto: Walter Rafael
Reeducando do regime semiaberto lança CD evangélico em João Pessoa Reeducando do regime semiaberto lança CD evangélico em João Pessoa Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 10/18/2013 06:58:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais