Nova York segura inteligente, monitorando menos violencia

A grande metrópole de Nova York violenta das décadas de 1980 e 1990, a ex-indomável, que já não existe mais. Em vinte anos, o índice de homicídios da megalópole norte-americana caiu em 82% e o de roubo de carros, em 94%. Qual é o segredo da Big Apple?(maçã grande ?)
A resposta é múltipla: mudanças na forma de policiamento, leis mais severas, políticas de tolerância zero e, sim, o uso da tecnologia. Com a ajuda de novas ferramentas, o respeitado Departamento de Polícia da Cidade de Nova York (NYPD, sigla do termo original em inglês, New York Police Department) conseguiu ampliar os planos de investigação e combate ao crime sem necessariamente aumentar o efetivo de homens nas ruas.
Foto: www.portugueseruvr.ru
Uma das adaptações foi equipar policiais com computadores de mão. Assim, durante uma batida, os agentes têm acesso online à ficha criminal do suspeito. Caso ele seja procurado ou responda por algum delito, basta checar as características em um banco de dados digitalizado e com informações detalhadas (como cor, idade, cicatrizes), e a prisão é efetuada na mesma hora.
Outra estratégia, que une prefeitura e polícia, foi a instalação de câmeras de segurança pela cidade - principalmente em lugares conhecidos por tráfico de drogas e brigas entre gangues. Os equipamentos passaram a servir tanto ao controle do tráfego de pessoas e carros como à construção de um plano de segurança para a metrópole.
Um outro detalhe fez de Nova York uma referência para outras cidades dentro e fora dos Estados Unidos: a velocidade com que esses dados (imagens, frequências das infrações, ficha criminal) foram processados. Nesse sistema de comunicação inteligente, informações produzidas por computadores, alarmes e até celulares são analisadas pelo NYPD e servem para a construção de programas mais eficientes, que resultaram nos baixos índices de criminalidade de que hoje a cidade se orgulha.

NYPD, Nova York

Foto: jornaldeluzilandia.com
Muitas vezes, o que leva à solução ou elucidação de um crime é um detalhe insignificante. Um apelido. Um ticket de estacionamento. Um antigo endereço. E são detalhes como esses – bilhões deles – que povoam o banco de dados do New York City Real Time Crime Center (RTCC).
Nova York é hoje a grande cidade mais segura nos Estados Unidos, um exemplo de como as cidades estão se tornando mais inteligentes em matéria de segurança pública.
A IBM trabalhou com o NYPD para criar um megabanco de dados que pudesse reunir todas as informações enterradas em arquivos metálicos, fichários e notas manuscritas. Hoje o RTCC reúne mais de 120 milhões de queixas criminais na cidade, 31 milhões de registros de crimes nacionais e 33 bilhões de informações públicas... só para citar algumas.
Métodos sofisticados de análise de dados e recursos de busca estabelecem conexões através de múltiplos bancos de dados. As informações podem ser visualizadas, em segundos, em uma tela de vídeo com a altura de dois andares: a foto de um suspeito aparece com detalhes – tatuagens, delitos anteriores, endereços com mapas – rapidamente. Dados críticos podem ser enviados instantaneamente aos policiais na cena do delito. O que antes levava dias, agora é feito em minutos.

Opinião

"Para o Brasil ou qualquer outra nação para ter uma tranquilidade na área de segurança e paz como Estados Unidos da América, principalmente Nova York, são mudanças em varias setores que são: Política pública de emprego e renda; ensino de qualidade; desenvolver a cultura e no que diz a segurança esse é prioritário que é mudança ou reforma total da Constituição Brasileira, que deveria estar sob a gerencia da esfera da Justiça Federal a começar com o Supremo Tribunal Federal, Senado Federal, Câmara de Deputados até chegar nos Tribunais de Justiças de cada Estado da federação para aprovar a Constituição do país."
Acrescento: " A Presidência da República se reunir mensalmente com o Ministério do Exercito, Forças Armadas e Superintendência de Polícia Federal, e Agencias de Inteligencias do país, para discutir e gerenciar as fronteiras aumentando a capacidade."  E como também "investir em tecnologia de monitoramento mas, tudo isso tem um custo e alto, é preciso enxugar os gastos desnecessários e multas mais altas pra os infratores e etc...."
Fonte: Ultimo Segundo
Foto Capa: www.noticiasr7.com
Nova York segura inteligente, monitorando menos violencia Nova York segura inteligente, monitorando menos violencia Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 12/05/2013 10:55:00 AM Rating: 5

WRB nas redes sociais