Paulistas acham a cidade pouco segura pra viver na maior cidade do Brasil

Noventa e três por cento dos paulistanos consideram a metrópole um lugar “pouco seguro ou nada seguro” para se viver, de acordo com dados de um estudo da Rede Nossa SP, em parceria com o Ibope. No ano passado, esse percentual era 91%. Os crimes que mais assustam os paulistanos são: violência em geral, assalto e roubo e tráfico de drogas, nessa ordem. Mas isso não é só no Estado de São Paulo, como também nos estados do Rio de Janeiro, Alagoas, Espírito Santo,

Entre os entrevistados, 55% disseram que se pudessem mudariam de cidade. Em 2012, o percentual era 56%. O Indicador de Referência de Bem-Estar no Município, Ibem, ficou em 4,8 pontos, em uma escala que vai de zero a dez.
A pesquisa foi feita entre os dias 3 e 23 de dezembro do ano passado com mais de 1,5 mil moradores da capital paulista, com 16 anos de idade ou mais. A margem de erro é 3 pontos percentuais. O estudo abordou 25 temas entre questões objetivas da cidade como saúde, educação, meio ambiente, habitação, trabalho, além de questões subjetivas como sexualidade, espiritualidade, consumo e lazer.

Na área de saúde, o tempo de espera pelos serviços, tanto público como privado, caiu. No setor público, o tempo de espera para consultas passou de 66 para 60 dias; para exames, caiu de 86 para 79 dias; e para procedimentos mais complexos passou de 178 para 170. Na rede privada, a queda foi mais significativa, o tempo de espera para consultas reduziu de 16 para 7 dias; para exames, de 20 para 7 dias e para procedimentos complexos, de 44 para 19 dias.

Os 10 Estados mais violentos do país

Segundo um levantamento da Folha de São Paulo junto as Secretarias de Segurança e o IBGE com dados de 2008, constatou quais são os dez Estados mais violentos do Brasil.
1º. Alagoas: 66,2 homicídios por 100 mil habitantes
2º. Espírito Santo: 56,6
3º. Pernambuco: 51,6
4º. Rio de Janeiro: 45,1
5º. Falta uma Metrópole
6º.  Bahia: 32,8
7º. Rondônia: 30,3
8º. Distrito Federal: 28
9º.Paraná: 27,1
10º. Sergipe: 26,9

Opinião

PMSP Prendeu na Grande SP-Foto Dinizk9blogspot.com
"Antes de mais nada quero declarar que sempre acredito  na credibilidade de empresa ou instituições como  IBGE- Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e como também órgão estatuais de respeito como as Secretarias de Segurança Públicas de todo país mas, eu "quero entender" como o capital de São Paulo, uma grande metrópole ou seja a maior da America Latina não entrou nessa pesquisa , apesar dos grupos especiais de policia militar como das Secretarias de Seguranças, que não cabe aqui mencionar.  A reportagem consta 5º. São Paulo: 40,8 (Extra). Basta dizer que o povo está comedo, principalmente as classes pobres como os sem renda, os assalariados e 60% que estão no fogo cruzado nas favelas, classe média baixa que não tem dinheiro nem pra conduzir sua família em um automóvel, quanto mais um blindado, com segurança e utilizam até heliopáticos que são 200 em São Paulo."

Praia Coqueirinho-litoral sul PB Foto Walter Rafael
Por outro lado outro equivoco de uma determinada ONG que publicou afirmando: " João Pessoa é a cidade mais violenta do país, sendo seguida de mais cinco capitais do nordeste."  Acrescento " Crio que estão com inveja os milhares de turistas de todos estados do país e alguns do exterior, e todos bem recebidos pelo povo paraibano, como acontece em todos estados do nordeste." Agora tem Estados do Sudeste que só vou com colete especial e escolta, se bem que existem fuzil de fabricação Israelense que perfura até ferro e aço fino. Mas podem vir deliciar das lindas praias da Paraíba e nordeste e sentir a brisa e tranquilidade."


FonteAgência Brasil. FotoEBC (Capa)
Paulistas acham a cidade pouco segura pra viver na maior cidade do Brasil Paulistas acham a cidade pouco segura pra viver na maior cidade do Brasil Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 1/29/2014 11:35:00 AM Rating: 5

WRB nas redes sociais