Rachel Sheherazade é homenageada na Paraíba com a medalha de honra

A jornalista e âncora do telejornal SBT Brasil, Rachel Sheherazade, recebeu da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) o Diploma de Honra ao Mérito, no final da tarde de ontem (09). A sessão especial aconteceu no Plenário Senador Humberto Lucena, em proposição do vereador Helton Renê (PP), durante cerimônia conduzida por depoimentos sobre a liberdade de expressão.

Para Helton Renê, a jornalista é o símbolo de uma opinião contundente e verbaliza aquilo que as pessoas querem falar. “Não podemos nos refutar diante da postura que ela tem como profissional. É uma pessoense, uma paraibana que conquistou visibilidade nacional com um trabalho sério. Mesmo que todos não concordem com as opiniões da jornalista, sabemos que Sheherazade tem instigado o brasileiro a pensar, pois todos estão acostumados com a informação trabalhada sem nenhum viés crítico ou esclarecedor”, afirmou.

O propositor da sessão especial fez questão de lembrar que a honraria foi aprovada por unanimidade na CMJP. “Essa homenagem é mais que justa, e estamos dando a honra a quem honra a sua terra, pois Rachel Sheherazade tem adquirido certas posturas de forma categórica e com muita classe. Ela representa muito bem a gente”, observou Helton Renê.

Todos os vereadores que usaram da palavra citaram ser representados pela jornalista. Zezinho Botafogo (PSB), que secretariou os trabalhos, destacou a credibilidade no trabalho exercido pela homenageada. Eliza Virgínia (PSDB) falou que a verdade é algo que pode doer naqueles que são ofendidos, e que Rachel Sheherazade colocou em projeção a necessidade de se discutir o Brasil. “Aquele que pensa diferente de mim, me enriquece. João Pessoa tem nesta solenidade não só uma entrega de honraria, mas o exemplo de uma filha desta terra que nos traz à tona o ensino do respeito às diferenças, pois posso não concordar com o meu próximo, mas lhe devo, no mínimo, respeito”, comentou Raoni Mendes (PDT).

A presidente (licenciada) da Associação Paraibana de Imprensa (API), Marcela Sitônio, destacou o trabalho da homenageada, lembrando a censura imposta durante a Ditadura Militar no Brasil. “Defendo a liberdade de expressão para todas as pessoas e não apenas para aqueles que querem falar o que eu quero ou me agrada. Rachel é feliz ao defender o direito de se expressar”, frisou.

Entre os pronunciamentos, foram apresentados vídeos da apresentadora em diversos trabalhos, como o que a projetou nacionalmente e internacionalmente, no qual fez uma crítica ao Carnaval da Paraíba; um em que ela comentou um episódio sobre a Copa 2014; além de outro no qual teceu opinião sobre a discriminação contra os nordestinos.

Rachel Sheherazade

“O que há no meu coração hoje é muita alegria, e me sinto tão acolhida por todos em João Pessoa. Não é cômodo incomodar, e incomodar é duro. Travo batalhas todos os dias contra minorias - muitas vezes raivosas - e poderosos, que muitas vezes querem usurpar de mim o meu direito de falar e de me expressar. Ser reconhecida na sua terra, em seu Estado, não tem preço. É mais que uma honra ser homenageada por esta Casa na qual já fiz tantas matérias jornalísticas. Ser acolhida por tanta gente é o que me ajuda a ter forças para continuar a fazer o meu trabalho”, revelou Rachel Sheherazade.

A jornalista ainda comentou sobre a liberdade de expressão: “E quero dizer que sou uma cidadã brasileira, uma jornalista, e que não abro mão dos meus direitos. Coragem eu tenho, vontade e certeza do que vou falar também. Esse não é o direito só da jornalista que fala ao povo, mas o dos brasileiros de se expressarem. Muitos morreram em nossa Pátria pelo direito de falar e hoje muitos não dão valor a isso, que não é um privilégio, é um direito”, salientou.

“Eu falo para exercer o que eu acredito, para exercer o meu direito e conquistar um Brasil melhor. E no dia em que eu não puder falar tenham certeza que me calaram”, afirmou. Ela ainda citou uma frase atribuída a Voltaire: “Posso não concordar com o que você diz, mas defenderei até a morte seu direito de dizê-lo", concluiu a homenageada.

Sobre a jornalista

Rachel Sheherazade é natural de João Pessoa, formada em Jornalismo pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e servidora (atualmente licenciada) do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) desde 1994. Começou a carreira trabalhando na TV Correio, afiliada paraibana da Rede Record, e, alguns meses depois, foi convidada para a TV Cabo Branco, afiliada da Rede Globo na Paraíba. Já em 2003, tornou-se apresentadora do Tambaú Notícias, telejornal da TV Tambaú, afiliada do SBT.

Ficou conhecida nacionalmente após um vídeo postado no YouTube, em fevereiro de 2011, em que criticou o Carnaval. Na época, a jornalista trabalhava na TV Tambaú, afiliada do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) em João Pessoa. Após a repercussão de seus comentários, ela foi contratada pela emissora, a convite de Sílvio Santos. Ao longo desses três anos na bancada do SBT Brasil, de segunda a sexta-feira, a jornalista continua com seu estilo marcado por comentários polêmicos.


FonteO FuxiqueiroFotoO Fuxiqueiro
Rachel Sheherazade é homenageada na Paraíba com a medalha de honra Rachel Sheherazade é homenageada na Paraíba com a medalha de honra Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 4/10/2014 12:19:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais