Pilotos brasileiros voam em caça Gripen terinam pela primeira vez na Suécia

Com objetivo de um treinamento e adaptações, os pilotos da Aeronáutica Gustavo de Oliveira Pascotto e Ramon Santos Fórneas foram os primeiros brasileiros a realizar um voo nas aeronaves Gripen, durante treinamento que ocorreu na manhã desta quarta-feira (19) na Suécia. Mas isso foi apenas um treinamento, para adaptação dos 36 unidades do avião sueco que começarão a chegar em 2019, comprados pelo Brasil.

Pascotto e Fórneas, ambos capitães, fizeram um voo de 50 minutos em aviões Gripen D, de dois assentos, acompanhados de pilotos da Força Aérea sueca. No treinamento, os brasileiros ficaram no banco traseiro em uma função auxiliar.  "Foi melhor do que eu esperava", contou o capitão Fórneas. "A aeronave é de pilotagem dócil", elogiou. Eles voaram sobre o Mar Báltico e chegaram a atingir até 10.638 metros de altura em um minuto e meio, de acordo com a FAB.

Os pilotos estão na Suécia desde outubro para aprenderem a pilotar a aeronave. O treinamento só terminará em abril de 2015. A chegada de 36 unidades do avião sueco está prevista para começar a acontecer em 2019. O Brasil pagou US$ 5,4 bilhões pelas unidades.

FAB Compra 36 Aviões Gripen

A Força Aérea Brasileira assinou nesta sexta-feira (24) com a empresa sueca SAAB o contrato para aquisição de 36 aviões de caça Gripen NG, segundo o Ministério da Defesa. A primeira aeronave deverá ser entregue em 2019, e a última, em 2024.

O investimento de aproximadamente R$ 13 bilhões envolve o treinamento de pilotos e mecânicos brasileiros na Suécia, apoio logístico e a transferência de tecnologia para indústrias brasileiras. "Nós iremos transferir tecnologia e a capacidade de projetar e construir caças", afirmou Hakan Buskhe, presidente da SAAB.

A Embraer vai assumir um papel de liderança na fabricação local dos aviões, com a participação de outras empresas brasileiras. "Vai ser um salto, não apenas para a Embraer, mas para a nossa indústria em geral", disse o brigadeiro Alvani Adão da Silva, diretor do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial.

O Brasil também participará do desenvolvimento do Gripen NG e será responsável pelo desenvolvimento da versão para dois pilotos. A encomenda brasileira envolve 28 unidades monoplaces (para um piloto) e 8 biplaces (para dois tripulantes).

As 36 aeronaves multi-missão serão utilizadas pela Força Aérea Brasileira em atividades de defesa aérea, policiamento do espaço aéreo, ataque e reconhecimento. A primeira unidade aérea a receber o novo modelo deverá ser o 1° Grupo de Defesa Aérea, com sede em Anápolis (GO).

Opinião

"Não resta duvida que é um grande investimento tecnológico para o Brasil em especial para as Forças Armadas, onde o Brasil assinou contrato da compra de 36 aviões caças Gripen D à Suécia, O investimento de aproximadamente R$ 13 bilhões envolve tudo, onde começa a chegar as primeiras aeronaves em 2019, com previsão para entrega total em 2024, ou seja daqui para os próximos dois Presidentes da Republica Brasileira,  usufruírem mas, também pagarem as contas parceladamente."


FonteUltimo SegundoFotoDivulgação / FAB
Pilotos brasileiros voam em caça Gripen terinam pela primeira vez na Suécia Pilotos brasileiros voam em caça Gripen terinam pela primeira vez na Suécia Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 11/22/2014 02:42:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais