João Pessoa Paraíba Sedia Encontro de Governadores Eleitos do Nordeste

O anfitrião do Encontro de Governadores Eleitos do Nordeste, O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, destacou que os novos gestores vão discutir uma pauta regional e a criação de uma agenda positiva para o País. Ao chegar ao evento, Ricardo enfatizou a articulação focada no desenvolvimento, na geração de empregos e na distribuição de riquezas para reduzir as desigualdades sociais. O encontro foi realizado terça-feira(9) das 9:00 às 17:00 horas, no Centro de Convenções de João Pessoa, Paraíba.


Ele ressaltou a importância da continuidade das obras estruturantes como a Transposição das Águas do Rio São Francisco, a ferrovia Transnordestina e também uma nova linha de financiamento junto ao BNDES, de acordo com a capacidade de endividamento de cada Estado. Para o governador paraibano, é fundamental que a agenda do país possa se constituir na lógica do desenvolvimento para que Estados e municípios possam crescer com transparência.

“Não dá para colocar como dogma, exclusivamente, o equilíbrio fiscal, pois não se pode deixar de investir em infraestrutura, educação, ciência e tecnologia e comprometer uma população que representa 28% de todo o país”, observou Ricardo.

Ainda segundo ele,um dos pontos do encontro será o debate sobre as necessidades de aumento dos recursos no financiamento da saúde. Ricardo defendeu o aumento dos investimentos para o SUS e que cabe ao Executivo e ao Congresso Nacional apontarem se é preciso dinheiro novo ou retirar dinheiro de outro local. “Esse debate não pode ser feito exclusivamente por governadores. Pois a maior necessidade do país se chama saúde”, ponderou Ricardo. No encerramento do Encontro, será elaborado um documento que vai ser entregue à presidenta Dilma Rousseff.

Governador Eleito de Pernambuco

 O governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara, reforçou a importância da política de desenvolvimento regional, destacando também outros pontos pontos assim “Em 2015, queremos planejar e pôr em prática a reforma tributária, em favor das regiões menos desenvolvidas. A reforma é importante para a segurança jurídica, para os benefícios fiscais, para as obras estruturantes e para dar um norte aos investimentos. Na carta, também abordaremos a discussão do financiamento de saúde, que é um problema nacional. A União, há 25 anos, financiava 80% da saúde e atualmente financia 45%. Ou seja, o repasse de responsabilidade dos Estados e Municípios é maior. O pedido de aumento de recursos no Sistema Único de Saúde é algo fundamental e emergencial”, afirmou.

Paulo Câmara também ressaltou a necessidade de consolidação da política nacional de segurança, como um dos pontos elencados na carta. “Diminuímos o número de homicídios em Pernambuco, mas a segurança não é um problema fácil de enfrentar. É uma luta todo dia e uma questão que não se pode descansar em nenhum momento. A união de todos em relação a esse tema vai fazer com que obtenhamos êxitos e vitórias mais rápidas. Temos como meta diminuir o número de homicídios, mas também aumentar a sensação de segurança e intensificar o enfrentamento ao tráfico de drogas”.

Por fim, segundo o chefe de Estado, a agenda positiva construída pelos gestores do Nordeste é desafiadora, mas representa um impulso para o crescimento da região. “Entendemos as restrições que vamos enfrentar nos próximos anos, mas com a apresentação de alternativas e com a união de experiências dos Estados, é possível enfrentar os desafios e colaborar com essa perspectiva de futuro. Não será um ano fácil para o País, nem para os Estados. Temos que enfrentar o desafio de manter o ritmo de crescimento do Nordeste, gerando empregos e fazendo obras estruturantes. A carta é um início de uma força-tarefa para propor um debate nacional de questões que precisam ser trabalhadas nos próximos anos. Congratulo Ricardo Coutinho com sua iniciativa e afirmo que Pernambuco se coloca como parceiro desse fórum”, finalizou.

Governador Estado do Ceará

No Encontro o governador eleito do Ceará, Camilo Santana (PT), um dos participantes do evento, enfatizou a importância de se melhorar o funcionamento de órgãos como a Superintendência para o Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e do Departamento Nacional de Obras contra  Seca (Dnocs), fatores importantes para o crescimento regional. Temas como mais recursos para a segurança, saúde e educação também foram discutidos. Outro assunto trazido pelo petista foi a reforma política.


Segundo Camilo Santana, uma das formas de melhorar o atendimento à população na área de saúde é através da ampliação de recursos. “Temos de ter um olhar cuidadoso para a saúde nesse sentido, sem, contudo, nos descuidarmos da segurança pública e da educação”, pontuou. Outro ponto abordado pelo governador cearense foi a ampliação dos recursos hídricos. “É preciso que também haja planejamento nessa área. Temos de concluir a transposição do Rio São Francisco, integrar as bacias, pois essas obras são fundamentais para o desenvolvimento nordestino”, afirmou. “Dar atenção ao semiárido nordestino”, completou.


Mudança na redistribuição dos royalties do petróleo também esteve no centro das discussões. “O Nordeste foi muito prejudicado com essa redistribuição. Por isso, vamos lutar para que consigamos rever isso”. Camilo Santana enalteceu a realização do Encontro dos Governadores Eleitos do Nordeste. “Creio que a reformulação desse fórum contribuirá de forma significativa para o debate nacional. O Nordeste teve um grande desenvolvimento nos últimos anos, foi retirado da extrema pobreza. Portanto, não poderia ficar fora da pauta nacional”, finalizou.

Vice Governador Eleito do Piauí 

 o vice-governador do Estado de Sergipe, Belivaldo Chagas Silva (PSB), falou sobre a necessidade de maiores investimentos em áreas estruturantes. “Quero ressaltar que, em conversas que mantive com prefeitos, eles me falavam que é fácil ir à Brasília e conseguir recursos para a construção de uma creche, por exemplo, que é um equipamento básico para termos uma educação de qualidade, pois a iniciação é o passo mais importante, tem que começar da base, o grande problema é que você constrói a creche e tem problemas para fazer a mesma funcionar, da mesma forma, a gente encontra dificuldades na área da saúde, a exemplo da construção das Unidades de Pronto Atendimentos (Upas), que no meu Estado não funcionam na sua plenitude”.

Belivaldo Chagas exemplificou a demanda com o fato de o poder público estadual não ter condições de sanar as dificuldades da população de forma completa. “O cidadão não se conforma com o fato de faltar médico ou uma clínica na sua cidade, mas quando ele encontra a clínica que falta tudo, aí a revolta é maior ainda, isso só gera mais problemas. Sabemos portanto, que se não houver uma ajuda do Governo Federal, não vamos melhorar os temas estruturantes da nossa região”.

Adiante, o representante de Sergipe acrescentou. “É chegado o momento de os governantes passarem a olhar mais para as pessoas, por isso a necessidade dos grandes investimentos, para que se possa cuidar mais das pessoas. A questão da educação, da saúde e da segurança é extremamente importante, porque através delas a gente olha realmente para as pessoas”.




Fontewww.paraiba.pb.gov.brFotoFrancisco França
João Pessoa Paraíba Sedia Encontro de Governadores Eleitos do Nordeste João Pessoa Paraíba Sedia Encontro de Governadores Eleitos do Nordeste Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 12/10/2014 07:59:00 AM Rating: 5

WRB nas redes sociais