Brasil constrói segunda maior câmera de observação astronômica do mundo

Segundo a Agência FAPESP, o Brasil está coordenando a construção da segunda maior câmera do mundo para observação do céu, que será usada no Observatório Astronômico de Javalambre (OAJ), na Espanha. Chamada de JPCam, o equipamento possuem sensores que captam 1,2 bilhão de pixels (as câmeras digitais mais potentes da atualidade possuem capacidade de aproximadamente de 50 milhões de pixels).

Quando pronta, a JPCam ficará atrás apenas do equipamento que está instalado no Panoramic Survey Telescope and Rapid Response System (Pan-STARRS), telescópio da Universidade do Havaí, com 1,4 bilhão de pixels (GP). Existe uma câmera ainda maior em construção, com 3,2 GP, que vai entrar em operação em 2022.

A responsabilidade do Brasil é pela parte mecânica do aparelho, incluindo um dispositivo que controla a entrada de luz e as bandejas de filtros de imagem de 14 detectores. A parte ótica está sob responsabilidade de uma empresa inglesa, e a Espanha vai bancar a construção do observatório e dos telescópios.

Universo em 3D

"A JPCam possibilitará produzir imagens em 59 cores de quase cada pixel do céu observado, o que é algo absolutamente novo", afirmou Laerte Sodré Junior à Agência FAPESP. Ele é professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG-USP) e coordenador do Projeto Temático "O universo em 3D: astrofísica com grandes levantamentos de galáxias".

O projeto pretende mapear o universo observável a partir do Hemisfério Norte durante quatro anos e produzir um mapa tridimensional com cada estrela, galáxia, quasar, supernova e objeto do sistema solar observado, compreendendo um quinto de todo o céu do planeta. Para isso, serão usados dois telescópios.

O menor possui um espelho de 80 cm de diâmetro e uma câmera de 85 MP (que também está sendo construída pelo Brasil). Já o telescópio principal, onde será instalada a JPCam, tem um espelho de 2,5 metros de diâmetro. A observação está prevista para começar nos "próximos meses", de acordo com a publicação.
Fonte(s)


Observatorio Javalambre





De acordo com os MoU's assinados pelas instituições participantes, o financiamento do sítio de Pico del Buitre, dos telescópios (T250 e T80), assim como da infra-estrutura computacional no sítio em em Teruel, serão de responsabilidade dos parceiros espanhóis. Os parceiros brasileiros serão responsáveis, através de suas instituições de fomento, pelo financiamento das câmeras e filtros que serão instalados nos telescópios no sítio de Pico del Buitre (Espanha). O nome oficial é Javalambre Physics Of The Acclerating Universe Astrophysical Suvey.


FonteTC MundoFoto Centro de Estudios de Física del Cosmos de Aragón

Brasil constrói segunda maior câmera de observação astronômica do mundo Brasil constrói segunda maior câmera de observação astronômica do mundo Reviewed by Walter Rafael Bezerra on 3/27/2015 08:56:00 AM Rating: 5

WRB nas redes sociais