Com fim gradual de sinal analógico, saiba como adaptar sua TV para digital

Quando a TV digital chegou ao Brasil, em 2007, o fim do sinal analógico parecia muito distante. Enganou-se quem cogitou que esse dia nunca fosse chegar. Ele está cada vez mais próximo e, agora, restam um pouco mais de dois meses para o início de sua extinção gradual. E aí: você está preparado?A primeira cidade brasileira a sofrer com o corte será Rio Verde (GO), no dia 29 de novembro, segundo o cronograma da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Na sequência, vêm o Distrito Federal e cidades adjacentes (3.abr.2016), São Paulo (15.mai.2016), Belo Horizonte (26.jun.2016), Goiânia (28.ago.2016) e Rio de Janeiro (27.nov.2016). No restante dos municípios, o desligamento ocorrerá entre 2017 e o final de 2018.

A mudança não fará muita diferença para os brasileiros que já possuem um televisor com conversor digital ou mesmo para aqueles que possuem TV por assinatura. Algo que, infelizmente, é um privilégio das minorias, menos de 30% da população brasileira tem acesso à televisão por assinatura. Em contrapartida, a maioria dos domicílios brasileiros com televisão (54,5%) ainda usa o aparelho de tubo. Assim, para saber se a sua televisão vai continuar funcionando mesmo com o fim do sinal analógico, o primeiro passo é identificar se o aparelho tem ou não conversor integrado. Vale lembrar que as TVs de tubo não contam com a tecnologia, assim como alguns televisores de tela fina.

"Se estiver na dúvida, consulte se o aparelho conta com a indicação "DTV" na própria caixa ou no manual", sugeriu João Carlos Lopes Fernandes, professor de Engenharia Elétrica do Instituto Mauá de Tecnologia. Segundo ele, desde 2010, todos os televisores com tela de 32 polegadas ou mais já vêm de fábrica com conversor digital. Para os fabricados em 2011, a regra do governo abrange TVs com tela igual ou maior a 26 polegadas. Na dúvida, pegue o modelo da TV, que está escrito nela em algum lugar, e procure na internet a página de sua especificação técnica no site do fabricante.

Caso o seu televisor não conte com tecnologia, o jeito será comprar um conversor digital --que custa de R$ 100 a R$ 200. A conexão do aparelho com a televisão pode ser feita pelo cabo RCA (que tem as ponteiras coloridas) ou pelo cabo HDMI. Se a TV tiver entrada HDMI opte por esse cabo, que, segundo Fernandes, garante melhor qualidade de sinal. Se a opção for pelo cabo RCA, é importante respeitar as cores indicadas. Amarelo para vídeo, vermelho para o áudio direito e branco para o áudio esquerdo. Caso a TV seja estéreo e só tenha duas entradas, deixe a ponteira vermelha sem conexão.

Mais Dicas



Troque a antena VHF pela UHF

Mas só isso não basta. É preciso ainda substituir a antena VHF (Frequência Muito Alta, na sigla em inglês) pela UHF (Frequência Ultra Alta, na sigla em inglês), que opera na mesma frequência da transmissão digital. O usuário poderá recorrer a uma antena interna ou a externa. "Em ambientes com problemas de interferência --com muitas lajes, por exemplo-- ou em que o sinal já é mais fraco, o recomendado é a antena externa, que tem maior poder de alcance", aponta o professor.

Se a opção for pela antena externa, é preciso colocá-la em um lugar livre de obstáculos –como árvores, paredes e até caixa d'água-- e apontá-la para o transmissor digital. A dica é acompanhar a direção das antenas dos vizinhos. "Quanto menos cabo são usados para conectar a antena ao televisor ou ao conversor, melhor o sinal", alerta Fernandes, que acrescenta que o cabo não pode ficar próximo à rede elétrica, para não dar interferência.

Os preços tanto das antenas externas como das antenas internas variam de R$ 50 a R$ 200 nos grandes varejistas do país. "É mais barato comprar esses equipamentos do que trocar de televisão", afirma o professor. Segundo ele, o sinal digital garante a recepção de uma imagem mais limpa, livre dos chuviscos -- ou pega ou não pega. Em caso de problemas de recepção de sinal, as imagens podem "engasgar". "Não espere, no entanto, uma qualidade HD se o seu televisor não tem capacidade para essa tecnologia", conclui Fernandes.


FonteUOLFotoRede Globo
Com fim gradual de sinal analógico, saiba como adaptar sua TV para digital Com fim gradual de sinal analógico, saiba como adaptar sua TV para digital Reviewed by Natan Cardoso on 9/25/2015 08:00:00 AM Rating: 5

WRB nas redes sociais