Empresa indiana decidiu transferir de função 125 tripulantes acima do peso

Estatal indiana justificou decisão de deixar 125 tripulantes no solo dizendo ter seguido recomendação de que 'funcionários fora de forma não seriam eficientes em emergências'. Segundo um representante da Air India informou à BBC que a decisão foi tomada com base no documento emitido pela autoridade em 2014. A empresa disse ter alertado 600 tripulantes a "entrarem em forma" no ano passado, desses 125 não atingiram o peso requisitado, Segundo uma recomendação da autoridade de aviação civil do país, aqueles que não atingiram

Acrescentá rio que ela era parte de um documento interno, e que eles não comentariam publicamente sobre o assunto. Normas internacionais indicam que o Índice de Massa Corporal (IMC) A empresa colocou aviso e deu o prazo de seis meses para os funcionário com serviço de bordo, devem estar entre 18-25 para tripulantes homens e entre 18-22 para mulheres. Segundo eles, a sugestão havia sido feita diante de temores de que tripulantes fora de forma não conseguiriam atuar de forma eficiente em situações de emergência.

Air India

A Air India é a maior e mais antiga companhia aérea da Índia e, junto com a Indian Airlines, uma das duas companhias estatais que atuam neste setor. Possui uma Frota de Boeings e Airbus que servem a África, Ásia, Europa e América do Norte. Fundada desde 1930 por J.R.D. Tota.  E de alguns anos fez parceria com Star Aliance

"Uma equipe acima do peso é um sinal de que uma empresa aérea não está em forma. Você precisa de uma equipe que seja inteligente e ágil que possa complementar a imagem da companhia", disse o especialista em aviação Kapil Kaul. No entanto, Tapan Sen, líder do sindicato nacional, negou haver leis que citem restrições de peso para tripulantes de cabine.

Esta não é a primeira vez que a Air India impediu funcionários de trabalharem devido a questões de peso. Em 2009, a empresa demitiu nove mulheres alegando questões de segurança, dizendo que a forma delas poderia "prejudicar a agilidade".Em 2004, a companhia envolveu-se em outra polêmica, ao dizendo que potenciais tripulantes e agentes não deveriam ter cicatrizes, acne ou qualquer marca no rosto.

Opinião

"Instituições reguladoras às empresas aérea ao invés de exigir que elas contratem especialistas nas áreas de primeiros socorros, resgate e segurança  em cada vôo com duração a partir de de três horas, para auxiliarem a tripulação atendendo a mesma e os passageiros. As agencias ficam colocando padrões, de estética, pois é mais fácil de que contratar vários profissionais em funções técnicas como para-médicos, bombeiro civil, agentes de segurança, para darem suporte a equipe de bordo e passageiros.    Em caso de acidente sem atendimento preventivo e adequado, você ou família pode e deve exigir indenizações. É só juntar as provas e contrata um advogado, para serem ressarcidos".

"Se as desculpas para controlar a crise financeira internacional no tocante as funções de pilotos com problemas de doenças graves ou até mesmo problemas cárdicos ou na visão deve exercer a sua função mas outra burocrática sem precisar demitir e sim mudar a função.  Se os passageiros avistassem um dos heróis da Tv, as crianças e adultos gostaria de te-lo autógrafos mas não na cabine da aeronave pilotando ou aéreo moça, certamente saiam correndo ou reclamando. E a empresa certamente teria baixas. Principalmente hoje o poder das mídias assumem um papel fundamental de esclarecer e emitir opiniões"



FonteUltimo SegundoFotoReprodução do Youtube
Empresa indiana decidiu transferir de função 125 tripulantes acima do peso Empresa indiana decidiu transferir  de função 125 tripulantes acima do peso Reviewed by Walter Rafael on 9/16/2015 12:02:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais