Caravana da Agevisa leva capacitação de combate ao Aedes aegypti para 'Visas'

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa/PB) promoverá capacitação de combate ao mosquito Aedes aegypti, que serão realizadas no período de 16 (terça-feira) a 19 (sexta-feira) de fevereiro, para os inspetores e técnicos das Vigilâncias Sanitárias municipais de todo o Estado,  a diretora-geral da agência reguladora estadual, Glaciane Mendes. Repassadas por meio da Caravana Agevisa – iniciativa integrante do Programa Agevisa Capacita, as informações destinam-se também ao pessoal das Vigilâncias em Saúde Ambiental e Epidemiológica. As cidades polos a realizarem os encontros pela ordem serão: Souza, Patos, Campina Grande e João Pessoa. Já a nível nacional, o governo federal promove neste sábado (13) o Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Aedes aegypti.

“Como já é de conhecimento de todos, o Brasil passa por uma situação emergencial, pois os muitos casos confirmados de microcefalia justificam a decisão da Organização Mundial da Saúde (OMS) em decretar emergência internacional. Frente a isto, e considerando a preocupação da Agevisa/PB em colaborar efetivamente neste contingenciamento, que, aliás, trata de um plano de Governo, foi solicitado à área técnica, por meio da diretora técnica de Medicamentos, Alimentos, Produtos e Toxicologia, Djanira Lucena, que elaborasse uma Nota Técnica (que já está em nosso Portal) sistematizando os procedimentos, atribuições e estratégias para o enfrentamento dos agravos à saúde transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti”, comentou Glaciane.

Ela informou que as Oficinas de Capacitação relacionadas ao problema ocasionado pela proliferação do Aedes aegypti serão realizadas no período de 16 (terça-feira) a 19 (sexta-feira) de fevereiro e terão como facilitadores a diretora Djanira Lucena e o gerente de Medicamentos Sérgio Brindeiro (responsáveis pela coordenação do projeto), e também a gerente técnica da Agevisa em Guarabira (Regional I), Ana Lúcia Teixeira dos Santos, e a técnica da Gerência Técnica Regional II (Campina Grande), farmacêutica Maria Salete Naro Guimarães.

“Serão realizadas capacitações nas quatro Macro Regionais de Saúde da Paraíba, dentro do Plano de Qualificação para Inclusão da Vigilância Sanitária no Controle da Proliferação do Aedes aegypti. Com isso, nós conseguiremos atingir todo o Estado”, comentou Glaciane Mendes. Segundo ela, a Caravana Agevisa de combate ao mosquito Aedes estará na 4ª Região de Saúde (sediada no município de Sousa) no dia 16 de fevereiro. Na quarta-feira (17) será a vez da 3ª Região (com sede em Patos); na quinta-feira (18) a Caravana estará no município de Campina Grande/PB (sede da 2ª Macro Região de Saúde), e na sexta-feira (19) em João Pessoa/PB (sede da 1ª Região).

Conforme Glaciane Mendes, serão disponibilizadas aos técnicos e inspetores de Vigilância Sanitária e das Vigilâncias em Saúde Ambiental e Epidemiológica informações básicas sobre o mosquito Aedes aegypti (origem, ciclo biológico, comportamento do vetor, fatores de risco/agravos à saúde etc.), como também sobre o Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD).Também serão abordados os temas relacionados à Vigilância Sanitária e ao controle do vetor Aedes aegypti (amparo legal, instrumento de Vigilância Sanitária, inspeção “in loco”). As informações, segundo ela, serão repassadas por meio de aulas expositivas e dialogadas, exposição de vídeos, avaliação em grupo dos instrumentos de Vigilância Sanitária, aulas práticas e apresentação dos grupos.

Conforme exposto no Plano de Qualificação para Inclusão da Vigilância Sanitária no Controle da Proliferação do mosquito Aedes aegypti, disponibilizado pela diretora-geral da Agevisa/PB, Glaciane Mendes, e assinado pela diretora técnica de Medicamentos, Alimentos, Produtos e Toxicologia, Djanira Lucena, “a Paraíba apresenta-se com ampla distribuição do vetor Aedes aegypti em todas as suas regiões, com elevados índices de infestação predial, apesar dos esforços da Secretaria de Estado da Saúde e das Secretarias Municipais de Saúde”.

“Nesse cenário, a Agevisa/PB firma-se no eixo estratégico intersetorial para cumprir a sua missão de promover a proteção à saúde da população trabalhando ações conjuntas com a Secretaria de Estado da Saúde com vistas à sensibilização de todo o conjunto da sociedade”, comentou Glaciane. A diretora-geral da Agevisa/PB ressaltou a normatização das ações fiscalizatórias no processo de combate ao Aedes aegypti e informou que a sistematização dos procedimentos de competência da autarquia estadual está prevista na Nota Técnica nº 01/2016/DTMAPT/AGEVISA, que trata dos procedimentos, atribuições e estratégias para o enfrentamento dos agravos à saúde transmitidos pelo mosquito.

Nacional Zica Zero

O governo federal promove neste sábado (13) o Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Aedes aegypti. A ideia é mobilizar famílias no combate ao mosquito transmissor do Zika, que também é vetor da dengue e da chikungunya.  Três milhões de famílias deverão ser visitadas em suas casas, em 350 municípios.Para isso, a presidenta Dilma Rousseff determinou o deslocamento de seus ministros a vários estados a fim de participar ativamente da mobilização, conversando com prefeitos, governadores e batendo nas portas das casas. Os destinos de alguns membros do primeiro escalão já foram definidos, como os do titular da Saúde, Marcelo Castro, que seguirá para Salvador, e do chefe da Casa Civil, ministro Jaques Wagner, que irá a São Luís.


As Forças Armadas deslocaram cerca de 220 mil militares para a ação. Eles vão acompanhar os agentes de saúde no trabalho de conscientização, casa a casa. Foram usados dois critérios para definir as cidades que serão visitadas na campanha; municípios com a presença de unidades militares e os com maior incidência do mosquito Aedes aegypit, conforme dados do Ministério da Saúde.


“A campanha é de mobilização, de convocar a população a fazer parte do esforço de combate ao mosquito e essa mobilização terá que ser feita de casa em casa. Nosso propósito é alcançar pelo menos 3 milhões de domicílios e distribuir pelo menos 4 milhões de folhetos neste sábado”, acrescentou Aldo Rebelo.

Opinião

  Agentes de Saúde Arara pb e Bombeiros_Foto: Fábio Barreto (Ascom) 
Esta medida da Agevisa na Paraíba será de grande estrategia realizando palestras e treinamentos nas regionais, de Souza à João Pessoa, e como também os diversos municípios que compõe as quatros regiões, ou melhor o Estado da Paraíba. Com isso poderá se fazer também uma estatística dos casos de dengue, os municipios mais afetados pela transmissão do Aedes aegypti. Os com mais casos são justamente os que não tem água encanada como Aroeira ou com racionamento como Arara, que só nos dias 4 e 5 de fevereiro foram notificados 77 e 54 suspeitos pelo Hospital Municipal da cidade, acabou o estoque de remédios. Os casos mais graves são levados pela ambulância da Prefeitura para Campina Grande há 52 km da cidade.  Segundo moradores carentes reclamam de terem de comprar remédio na farmácia, por R$26,00 (Vinte e Seis Reais) e há casos de idosos com mais de 80 anos e uma grávida" A Prefeitura de Arara, através da  uma ação conjunta com os agentes de endemias, Bombeiros Militar, agentes de saúde e a 3ª Gerência Regional de Saúde(GRS), fizeram um arrastão em combate ao mosquito há cerca de dez dias.


Caravana da Agevisa leva capacitação de combate ao Aedes aegypti para 'Visas' Caravana da Agevisa leva capacitação de combate ao Aedes aegypti para 'Visas' Reviewed by Walter Rafael on 2/12/2016 11:37:00 AM Rating: 5

WRB nas redes sociais