Corpo de Bombeiros faz 100 Ano de Atuação e resgate na Paraíba



O governador Ricardo Coutinho participou, da solenidade dos 100 Anos de criação do Corpo de Bombeiros, do Estado da Paraíba, que foi realizado no Ginásio Esportivo O Ronaldão, na sexta-feira (9), às 10:00 horas, em João Pessoa. O Corpo de Bombeiros foi criado em 1917, por meio do Decreto Estadual de nº 844 e, atualmente, conta com um efetivo de mais de 1.200 profissionais que atendem a população nas diversas modalidades de combate a incêndio, atendimento pré-hospitalar, busca e salvamento (terrestre, em altura e aquática), além de atividades preventivas de fiscalização e de defesa civil. Desde 2011, mais de R$ 40 milhões foram investidos pelo Governo do Estado na modernização do Corpo de Bombeiros.


 

A solenidade constou de desfile da tropa, a apresentação da Banda de Música do Corpo de Bombeiros e dos uniformes históricos que caracterizavam a corporação. Além disso, houve uma exposição itinerante de fotos antigas da corporação e a entrega de homenagens a 78 autoridades civis e militares, que contribuíram para o crescimento do CBMPB.





Em seu pronunciamento, Ricardo parabenizou a corporação pelo trabalho desempenhado ao longo desses 100 anos e afirmou sua admiração e respeito pelos homens e mulheres que têm a missão maior de salvar vidas. “O Corpo de Bombeiros é uma das instituições com maior credibilidade no Estado e vem cumprindo um excelente papel. Nos últimos anos, a corporação apresenta uma melhora significativa. Hoje temos equipamentos modernos, bombeiros qualificados e um Corpo de Bombeiros que dialoga com a sociedade. Estaremos entregando em breve a Companhia de Mamanguape e o Batalhão de Patos. Itaporanga também está ganhando seu Corpo de Bombeiros, enfim, fazemos um esforço enorme para aparelhar, modernizar e qualificar a corporação”, ressaltou.

No evento, o governador recebeu a medalha comemorativa ao centenário do Corpo de Bombeiros, como forma de agradecimento por todo o aporte dado pelo Governo do Estado à corporação. “Agradeço a oportunidade de estar presente no centenário desta instituição tão importante para a Paraíba e ainda receber esta medalha tão honrosa”, disse Ricardo.   A vice-governadora Lígia Feliciano também foi agraciada com a medalha e comentou: “É uma grande honra receber essa medalha comemorativa em um dia tão importante para esta instituição. São 100 anos de serviços prestados dessa corporação que tem o respeito da sociedade. Com dignidade, bravura e investimentos do Governo do Estado, o Corpo de Bombeiros vem avançando. Aproveito para parabenizar todos os bombeiros que dedicam suas vidas para salvar outras vidas”.



Também receberam medalhas comemorativas ao centenário do Corpo de Bombeiros, o arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, o procurador de Justiça, Valberto Lira, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, André Carlo Torres, o deputado federal Damião Feliciano, alguns auxiliares do Governo, a exemplo do secretário da Comunicação Institucional, Luís Torres, o secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevedo, o secretário de Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, entre outras autoridades.

“É um prazer ser homenageado neste dia em que o Corpo de Bombeiros completa 100 anos. É importante dedicar os parabéns para essa corporação que tem nos seus quadros pessoas que arriscam a vida por outros”, falou o secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevedo. O Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba se divide em seis Batalhões de Bombeiro Militar (BBM) nas cidades polos da Paraíba, dois Batalhões Especializados (Busca e Salvamento – BBS e Atendimentos Pré-Hospitalar – BAPH) localizados em João Pessoa; além de duas Companhias Independentes de Bombeiro Militar (CIBM) localizadas em Cabedelo e Catolé do Rocha; e uma Companhia de Bombeiro Militar (CBM) presente na cidade de Pombal.  Além de quartéis próprios, as unidades contam com viaturas novas e equipamentos de proteção individual para fornecer boas condições de trabalho aos bombeiros.

O Governo do Estado adquiriu, nos últimos seis anos, vários equipamentos para o Corpo de Bombeiros, como as duas auto plataformas aéreas para combate a incêndio, quatro ônibus, 18 reboques, cerca de 160 veículos, 48 motos-resgate, entre outros. Para o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Jair Carneiro, os investimentos feitos pelo Governo representam o cuidado e o respeito que o Estado tem com a corporação.

O Comandante Geral dos Bombeiros, destacou “Nós estamos muito felizes em poder comemorar este centenário com tantos avanços para a corporação. Durante estes 100 anos muitos desafios tiveram que ser superados, mas os profissionais sempre honraram seu papel com muito zelo. Nos últimos anos, acompanhamos a modernização dos equipamentos e veículos, além de investimentos na qualificação dos profissionais, o que amplia nosso trabalho e quem ganha com isso é a sociedade. Hoje o Corpo de Bombeiros dá cobertura aos 223 municípios do Estado. Agradeço ao governador por tudo o que foi realizado na gestão”, frisou o Coronel Jair Carneiro.

Para o secretário de Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, o Corpo de Bombeiros vem cumprindo de forma admirável a sua missão, ao longo destes 100 anos. “Essa corporação passou uma transformação muito grande nos últimos anos. Hoje temos uma tropa preparada devido aos investimentos feitos. O Corpo de Bombeiros está equipado, trabalhando muito bem e tem muito para comemorar”, enfatizou. A tenente-coronel Jousilen de Sales falou sobre a emoção de comemorar o centenário do Corpo de Bombeiros. “Esta data é muito emocionante, porque sou a primeira mulher a comandar uma região e reconheço a importância dessa corporação para a sociedade.

Ser do Corpo de Bombeiros é se comprometer com a missão de salvar vidas e de servir a população”, comentou. Também receberam medalhas comemorativas ao centenário do Corpo de Bombeiros, o arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, o procurador de Justiça, Valberto Lira, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, André Carlo Torres, o deputado federal Damião Feliciano, alguns auxiliares do Governo, a exemplo do secretário da Comunicação Institucional, Luís Torres, o secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevedo, o secretário de Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, entre outras autoridades. “É um prazer ser homenageado neste dia em que o Corpo de Bombeiros completa 100 anos. É importante dedicar os parabéns para essa corporação que tem nos seus quadros pessoas que arriscam a vida por outros”, falou o secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevedo.


Historia do Bombeiros na Paraíba



O Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba em 100 anos de fundação veja sua trajetória recheada de conquistas e no decorrer das décadas os grandes avanços tecnológicos, aqui narrado pelo o coronel reformado e historiador do CBMPB, Walber Rufino, com base em livros e registros ele conta: “Os equipamentos foram sendo adquiridos aos poucos junto ao Governo Federal.






As dificuldades e os desafios eram tamanhos, segundo o historiador Coronel Reformado Walber Rufino: "Sendo a ‘bomba a vapor’ o primeiro veículo operacional a chegar, ainda em 1917. O carro era de fabricação inglesa e servia para auxiliar nas operações de combate a incêndio”.   A nova Seção de Bombeiros, retirada da Força Pública (atual Polícia Militar da Paraíba), foi criada ainda sem uma estrutura adequada para o trabalho.  O  aquartelamento do efetivo ficou provisoriamente dentro do próprio quartel da Força Pública e 30 militares foram retirados da PM para ingressar em uma formação para compor o novo efetivo de bombeiros."


Eventos importantes na criação e estruturação do Corpo de Bombeiros


1916: Incêndios acontecem na capital da província da Paraíba, entre eles na Camisaria Universal e Casa Vergara e no prédio da Delegacia Fiscal – no dia de Natal.

1917: No governo do doutor Francisco Camilo de Holanda, foi criada uma Seção de Bombeiros, através do Decreto Estadual de número 844, de 9 de junho de 1917.

1918: O Corpo de Bombeiros ganhou ganha um aquartelamento próprio em uma casa alugada na esquina da rua Maciel Pinheiro com a Duarte Lima – na Capital.  Posteriormente a sede foi para onde fica o edifício João Pessoa, na Praça Aristides Lobo.

1931: No Governo do interventor Antenor Navarro, a Seção de Bombeiros foi extinta - por meio do decreto nº 170 -, passando as atribuições para uma seção da guarda cívica.

1935 – A seção de Bombeiros é recriada com o nome de Corpo e ganha nova sede, agora instalado na Rua Diogo Velho.


Em virtude do alto custo, o portfólio dos bombeiros levou anos para ser construído. Em 1936, após ser extinta e recriada, agora como Corpo, a corporação contou com a aquisição dos primeiros três veículos mais modernos de combate a incêndio. Nessa altura, o Corpo de Bombeiros possuía sede própria - agora instalada na Rua Diogo Velho, no Centro da Capital.


1936 – Foram adquiridas para o Corpo de Bombeiros três novas e improvisadas viaturas para o combate aos incêndios.

1941 – Quartel transferido para o sobrado do Barão do Abihay – localizado na Praça Venâncio Neiva.

1947 – Início da expansão para o restante do Estado, começando pela cidade de Campina Grande.

1972 - A corporação, que era restrita ao combate a incêndios e ao salvamento (este de forma implícita), ganha o Serviço Técnico de Engenharia (Serten ) – atual Diretoria de Atividades Técnicas

1974 – Comprada uma auto escada hidráulica, com capacidade para 30 metros de altura, já prevendo e também acompanhando a verticalização da cidade.

Outro marco foi em 1974, quando o governo estadual da época adquiriu uma auto escada hidráulica, com capacidade para 30 metros de altura, já prevendo e também acompanhando a verticalização da cidade.

1975 – Inaugurada nova sede para o Quartel do Comando Geral, em Marés, na Capital.

1991- Inserido o serviço de Atendimento Pré-Hospitalar, com a criação do Grupo de Socorro de Urgência

1998 - Criado o Grupamento de Busca e Salvamento (hoje Batalhão de Busca e Salvamento), oficializando a prestação do serviço de mesmo nome.


2007: Emancipação do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba em relação à Polícia Militar.  Mas o ápice de crescimento da corporação aconteceu nos últimos dez anos, após a emancipação em relação à Polícia Militar, efetivada em 2007.Foram adquiridos, como mencionados, diversas novas viaturas, inclusive duas auto plataformas aéreas, que combatem incêndio em grande edifícios.



Mas, com o passar dos anos e a consolidação da corporação, os serviços foram ampliados e hoje abarcam também o atendimento pré-hospitalar, a busca e salvamento (terrestre, em altura e aquática); além de atividades preventivas de fiscalização e de defesa civil.
Desde 2007, com a emancipação administrativa e financeira em relação à Polícia Militar, o CBMPB também vive um forte processo de expansão e modernização, intensificado nos últimos seis anos e meio, com o início desta gestão.  Atualmente, a  corporação cumpre a missão de salvar vidas nas diversas modalidades de atendimento através de 11 unidades espalhadas pelo Estado, responsáveis por atender aos 223 municípios paraibanos.


Elas se dividem em seis Batalhões de Bombeiro Militar (BBM) nas cidades polos da Paraíba, dois Batalhões Especializados (Busca e Salvamento – BBS e Atendimentos Pré-Hospitalar - BAPH) localizados em João Pessoa; além de duas Companhias Independentes de Bombeiro Militar (CIBM) localizadas em Cabedelo e Catolé do Rocha; e uma Companhia de Bombeiro Militar (CBM) presente na cidade de Pombal.
Além de quartéis próprios, essas unidades contam com viaturas novas e modernas, além de equipamentos de proteção individual para fornecer boas condições de trabalho ao bombeiro militar. Conforme o comandante geral da corporação, coronel Jair Carneiro de Barros, desde 2011, mais de R$ 40 milhões foram investidos, através do Governo do Estado, na modernização do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB).

“Esses investimentos tem um significado importante para a corporação, que é o de acompanhar a modernização dos equipamentos tecnológicos e veículos utilizados nas ocorrências. Isso qualifica o serviço prestado à população e o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba não podia ficar atrás dentro desse avanço”, destacou.
Segundo o coronel Jair Carneiro, o montante investido, ao longo da gestão, obedeceu a prioridades. Inicialmente foi atendida toda a parte de equipamentos de salvamento em altura, terrestre e aquática – incluindo embarcações, botes e motores. “Também fizemos investimentos significativos na parte de atendimento pré-hospitalar, renovando praticamente toda a frota com viaturas do tipo resgate”, citou.

Aquisições – Conforme os dados do Corpo de Bombeiros, de 2011 a 2016, só em termos de viaturas, foram adquiridos em média 159 veículos, dentre os quais duas auto plataformas aéreas para o combate a incêndio, quatro ônibus, 18 reboques, nove viaturas do Tipo Auto Tanque para reabastecimento de viaturas de combate a incêndio - todos antes inexistentes na corporação.


Auto-Plataforma do Bombeiros



O governador da Paraíba Ricardo Coutinho entregou, na manhã de quarta-feira (16), de abril de 2014, em solenidade no Parque Solon de Lucena, uma viatura do tipo autoplataforma aérea para o Corpo de Bombeiros ampliar os serviços prestados à população de João Pessoa. O Governo do Estado investiu R$ 6,5 milhões na aquisição de dois equipamentos que vão atender a João Pessoa e Campina Grande e mais R$ 1 milhão na compra de equipamentos como capacetes galet, roupas anti-incêndio, capas e luvas. As viaturas, de origem italiana, são equipadas com escadas elétricas de 55 metros que podem atingir um alvo de até 155 metros de altura. Na próxima semana será entregue a viatura de Campina Grande. Durante a entrega, Ricardo Coutinho e o comandante do Corpo de Bombeiros da Paraíba, coronel Jair Carneiro de Barros, e oficiais fizeram a simulação de uma ocorrência e testaram a plataforma com utilização da mangueira de água na Lagoa.




A gestão atual também adquiriu 48 motos-resgate, oito carros tipo Troller para coordenadores que acompanham as operações, 24 ambulâncias, entre outras. Na parte de interiorização, foram inauguradas duas companhias independentes (em Pombal e Catolé do Rocha); além de estar em andamento o processo de instalação de novas unidades em Itaporanga, no Sertão do Estado, e em Mamanguape, na Zona da Mata paraibana.


FontePortal do Governo PB FotoFrancisco França e Outros
Corpo de Bombeiros faz 100 Ano de Atuação e resgate na Paraíba Corpo de Bombeiros faz 100 Ano de Atuação e resgate na Paraíba Reviewed by Walter Rafael on 6/11/2017 04:01:00 PM Rating: 5

WRB nas redes sociais