O 27º Salão de Artesanato da Paraíba vai até 07 de fevereiro e gratuito


A expectativa do Governo do Estado é de mais uma edição de sucesso com o 27º Salão do Artesanato da Paraíba, aberto dia 17 de janeiro e que se encerra dia 6 de fevereiro na Praça do Povo do Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa. Nesta quinta-feira (18), apesar da chuva, o fluxo de pessoas visitantes já era muito bom. O salão é organizado pelo Programa do Artesanato da Paraíba (PAP), que tem como gestora Lu Maia. A feira de artesanato conta com 370 artesãos presentes e no total 3.320 envolvidos, somando os componentes de associações e cooperativas de 78 cidades paraibanas.



Lú Maia - Gestora da PAP
Segunda a gestora do Programa do Artesanato da Paraíba (PAP), Lu Maia, convida os paraibanos e turistas a visitarem a feira de artesanato e avalia: “O artesão vai evoluindo à medida que ele vai tendo a oportunidade de mostrar sua arte e o Salão é uma verdadeira vitrine, um campo de atuação do escoamento de sua produção. Os turistas ficam muito felizes quando encontram um espaço desse porque ele pode encontrar toda a arte do artesanato da Paraíba aqui dentro. Então eu tenho certeza que teremos boas vendas por conta dessa nossa atuação e por conta da qualidade técnica e estética dos produtos que estão aqui”, pontuou.

A gestora do Programa do Artesanato da Paraíba (PAP)  adiantou que, além dos produtos de artesanato, os visitantes também podem curtir a agenda cultural com música, teatro, inclusive quadrilha junina. E ainda podem degustar ou levar para casa deliciosas comidas típicas na Praça da Alimentação, como bode guizado, galinha na cabidela, rubacão, castanha, cocada na quenga, mel, rapadura, dentre outros da gastronomia regional.

O francês André Josserand, sua esposa Patricie e a filha Deborah moram alguns meses no Bessa, em João Pessoa, e os demais meses do ano na França. André revelou que já visita o Salão do Artesanato há alguns anos e que sempre compra peças artesanais.  Já a artesã Raimunda Ferreira expõe no Salão há dez anos com bordado e pintura. Sua expectativa é de boas vendas esse ano. “Espero que seja uma feira boa, que venda o que trouxer. Todo ano é bom”, afirmou.


A estudante Mary Letícia Lanzarini, 14 anos, e sua mãe, Neuza, são do Estado do Paraná, mas moram em João Pessoa há seis anos, desde quando a mãe visitou uma amiga e se apaixonou pela cidade. Mary Letícia revelou que já visita o Salão do Artesanato há algumas edições e geralmente adquire algumas peças. “Eu venho com minha mãe quase todas as vezes ao Salão, gostamos bastante e tem muita coisa bonita e diferente e sempre levamos coisas pra nossa casa ou uso pessoal”, comentou.

Responsabilidade Social




As pessoas que visitarem o 27º Salão do Artesanato da Paraíba, que acontece até o dia 6 de fevereiro na Praça do Povo do Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa, terão a oportunidade de conhecer o talento de mulheres reeducandas do Sistema Prisional do Estado e adquirir belas e coloridas bonecas a preços atrativos. Cerca de 100 bonecas ao preço de R$ 25,00, R$ 35,00 e R$ 45,00 estão expostas no estande “Responsabilidade Social”, da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), sendo ótimas opções para presentear crianças, mães, tias, sobrinhas, amigas.

Um grupo das 10 reeducandas da Penitenciária de Reeducação Feminina “Maria Júlia Maranhão” integram o projeto “Castelo de Bonecas”, que é desenvolvido pela Secretaria de Estado da Administração Penitenciária. O dinheiro arrecadado com a venda das bonecas é dividido 50% para as reeducandas e 50% para compra de material para produzir novas peças. A cada três dias trabalhados na oficina do projeto as reeducandas têm  um dia de remissão de pena.




De acordo com a gerente de Ressocialização da Secretaria de Administração Penitenciária, Ziza Maia, as atividades do Castelo de Bonecas faz parte do Programa Cidadania é Liberdade, que compreende os Eixos Trabalho, Educação, Saúde, Cultura e Família, tendo sua atuação desde 2011. “As atividades de artesanato proporcionam uma ocupação diária, uma profissão e a geração de renda para as reeducandas que são contempladas pelo projeto”, disse Ziza Maia, acrescentando ainda que “é nítida a mudança de postura e comportamento dessas mulheres após integrarem o projeto, a demonstração do desejo de redirecionar a vida, as expectativas para o momento da liberdade e retorno ao convívio familiar e social. Diante desses resultados positivos a perspectiva é ampliar as atividades e estendê-las a outras unidades”.


Uma das reeducandas beneficiadas com o projeto “Castelo de Bonecas” contou que as bonecas são feitas de tecido, lã, material acrílico e são confeccionadas parte na máquina e parte manualmente. As pessoas interessadas vão encontrar bonecas das personagens Emília, Branca de Neve, Princesas. dentre outros temas.

Salão de Artesanato


O 27º Salão do Artesanato da Paraíba, fica aberto ao público todos os dias das 16:00 às 22:00 horas, que este ano tem como tema “A tradição, a sustentabilidade e a evolução do artesanato paraibano”, foi aberto pelo governador Ricardo Coutinho na noite da quarta-feira (17), no Espaço Cultural. O salão é organizado pelo Programa do Artesanato da Paraíba (PAP), que tem como gestora Lu Maia. A feira de artesanato conta com 370 artesãos presentes e no total 3.320 envolvidos, somando os componentes de associações e cooperativas de 78 cidades paraibanas.


FontePortal do Governo PB FotoWalter Rafael / Secom PB
O 27º Salão de Artesanato da Paraíba vai até 07 de fevereiro e gratuito O 27º Salão de Artesanato da Paraíba vai até 07 de fevereiro e gratuito Reviewed by Walter Rafael on 1/22/2018 09:53:00 AM Rating: 5

WRB nas redes sociais